Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
3

Bispo do Porto agradece aos cuidadores "dos frágeis entre os mais frágeis"

Manuel Linda deixou ainda um abraço aos mais idosos, "os que estiveram hospitalizados, os que testaram positivo à Covid e a quantos sofreram". "Na dor suportada, também vós exprimistes o rosto de Cristo", indicou.
Manuel Jorge Bento 2 de Abril de 2021 às 15:58
Bispo do Porto, Manuel Linda
Bispo do Porto, Manuel Linda FOTO: João Cravo

O bispo do Porto, D. Manuel Linda, agradeceu esta sexta-feira "aos cuidadores que se deram aos mais frágeis dos frágeis com toda a dedicação e generosidade" e considera que o mundo deveria aproveitar a "lição da pandemia".

"Conjuguemos o futuro apenas com um verbo, com o verbo ajudar. Ajudar e deixar-se ajudar. Isto deveria ser a matriz da sociedade, que é como quem diz uma sociedade construída com decicação aos outros, menos egoísta, mais solidaria", afirmou durante a celebração da Paixão do Senhor, esta tarde, na Sé do Porto.

Manuel Linda começou por dizer que, durante o último ano de pandemia, "fosse nas casas de cada pessoa mais idosa, nos lares, nas residências seniores e até nos hospitais, quem estava habituado a dedicar-se aos outros a exemplo de Jesus, fê-lo com uma tal solicitude que impressionaram", mesmo os descrentes. "Sofreram ao lado de sofredores, com lágrimas no coração, mas um sorriso de disfarce. Fizeram tudo o que podiam e não podiam para que nada faltasse. Acalentaram a esperança.Foram a verdadeira imagem de Cristo", referiu.

O bispo do Porto deixou ainda um abraço aos mais idosos, "os que estiveram hospitalizados, os que testaram positivo à Covid e a quantos sofreram". "Na dor suportada, também vós exprimistes o rosto de Cristo", indicou. 

Nas celebrações do tríduo pascal, D. Manuel Linda presidirá à vigília pascal, amanhã, sábado, às 21h30, e na celebração da Páscoa, domingo às 11h00, na Sé do Porto, no final da qual fará a bênção pascal.

D. Manuel Linda Sé do Porto Cristo religião
Ver comentários