Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Bispo José Ornelas assume diocese de Leiria-Fátima a 13 de março

Até 13 de março continuará nas funções de administrador diocesano em Setúbal.
Lusa 28 de Janeiro de 2022 às 11:46
D. José Ornelas
D. José Ornelas FOTO: Pedro Brutt Pacheco
O bispo José Ornelas, esta sexta-feira nomeado novo bispo da diocese de Leiria-Fátima, anunciou que assumirá o novo cargo no dia 13 de março, continuando até essa data nas funções de administrador diocesano em Setúbal.

O também presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que vai substituir o cardeal António Marto à frente da diocese de Leiria-Fátima, em mensagem dirigida aos fiéis de Setúbal afirma sentir "um misto de sentimentos contrastantes, que não é fácil de exprimir", mas que resume "em duas atitudes, de Jesus e de Maria" e na sua disponibilidade para fazer o que Deus lhes pediu.

"Foi procurando assumir essa disponibilidade que cheguei a Setúbal, há seis anos, e é com a mesma atitude que agora parto para Leiria-Fátima", escreve José Ornelas na mensagem.

"Levarei sempre comigo a memória agradecida do vosso acolhimento, participação e apoio. Aqui, convosco, aprendi a ser Bispo, embora com muitas deficiências, erros e falhas, de que vos peço perdão e que procurarei melhorar. Não nego que a partida me causa tristeza, não por mim, mas pelos projetos que estavam a surgir ou esperando melhores condições para serem lançados. Ficam nas mãos de Deus e confiados ao vosso discernimento e do próximo Bispo", acrescenta o prelado, sublinhando, no entanto: "Não me considero indispensável ou insubstituível, e muito menos com direito ao que quer que seja".

Na mesma mensagem, José Ornelas dirige-se, também, aos fiéis da sua nova diocese, sublinhando que o liga "uma grata amizade fraterna, nascida à sombra do Evangelho e no serviço da Igreja", ao cardeal António Marto.

"Assumo com gratidão e como desafio a herança de pastor que ele me deixa, no seguimento de outros dedicados bispos, de quem D. Serafim de Sousa Ferreira e Silva [bispo emérito de Leiria-Fátima, antecessor de António Marto na diocese] é testemunha, felizmente presente na Diocese", acrescenta o presidente da CEP.

Depois, diretamente para os fiéis e clero da diocese de Leiria-Fátima, exorta a que, juntos, procurem "escutar o chamamento de Deus a toda a Igreja, convocada para um caminho sinodal de escuta, comunhão participada e missão".

José Ornelas deixa ainda uma palavra ao reitor do Santuário de Fátima, Carlos Cabecinhas, e "a quantos com ele servem este local especial de referência para a Igreja e o mundo".

"Quando comecei o meu ministério episcopal em Setúbal, percorri a Diocese com a imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima que aqui estava de visita. Ela foi a minha primeira guia na missão que Deus me confiava. Agora, peço-lhe que me acompanhe nesta nova missão em Leiria-Fátima", escreve o bispo nomeado.

"Aprendamos a ser uma Igreja cuidadora de todos, especialmente dos mais pequenos e frágeis como ela fez com os pastorinhos, aos quais se revelou, consolou, fortaleceu e deu esperança, para vencerem inúmeras dificuldades, como a pandemia, a doença, a guerra e a própria morte", apelou

Setúbal José Ornelas Leiria-Fátima António Marto Diocese Deus
Ver comentários