Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Circulação ferroviária na Linha da Beira Alta já foi retomada

Circulação entre Muxagata e Fornos de Algodres esteve interrompida devido a uma pedra de grandes dimensões.
Lusa 22 de Dezembro de 2019 às 18:33
Linha ferroviária
Linha ferroviária
Linha ferroviária
Linha ferroviária
Linha ferroviária
Linha ferroviária
A circulação de comboios na linha da Beira Alta, entre Muxagata e Fornos de Algodres, foi retomada às 17h10, depois de ter estado interrompida, devido a uma pedra de grandes dimensões, informou a Infraestruturas de Portugal (IP).

Este troço ferroviário da linha da Beira Alta, no distrito da Guarda, estava interrompido desde as 10h53, de acordo com fonte oficial da IP.

O corte na circulação ao quilómetro 155, entre Muxagata e Fornos de Algodres, deveu-se a uma pedra de grandes dimensões que se encontrava na via.

Entretanto, pelas 17h40, em declarações à agência Lusa, fonte da IP referiu que o ramal de Alfarelos, que liga aquela localidade à cidade de Figueira da Foz, é a única que permanece encerrada.

Já na linha do Norte a circulação de comboio de longo curso entre Porto e Lisboa foi retomada ao princípio da tarde de hoje, mas permanece condicionada.

A circulação dos comboios de longo curso (serviços Intercidades e Alfa Pendular) da Linha do Norte, que liga Lisboa ao Porto, esteve suspensa devido à subida do nível das águas da Bacia do Mondego que submergiu o troço entre Alfarelos e Ameal Sul.

Relativamente à linha do Vouga, a mesma fonte referiu que a circulação de comboios entre o Eixo e o Eirol foi restabelecida no sábado, pelas 19:45 e que entre Sernada do Vouga e Macinhata está normalizada desde as 00:00 de hoje.

Os fortes efeitos do mau tempo, que se fizeram sentir desde quarta-feira, já provocaram dois mortos, um desaparecido, deixaram 144 pessoas desalojadas e 320 pessoas deslocadas por precaução, registando-se mais de 11.200 ocorrências no continente português, na maioria inundações e quedas de árvore.

Só no sábado, registaram-se mais de 1.700 ocorrências.

O mau tempo provocado pela depressão Elsa, entre quarta e sexta-feira, a que se juntou no sábado o impacto da depressão Fabien, provocou também condicionamentos na circulação rodoviária, bem como danos na rede elétrica, afetando a distribuição de energia a milhares de pessoas, em especial na região Centro.

Ver comentários