Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
8

Conheça os conselhos da DGS para enfrentar os dias de calor que se avizinham

É esperado o aumento gradual da temperatura nos próximos dias, com máximas a atingir os 40 graus em algumas zonas do País.
Correio da Manhã 5 de Julho de 2022 às 17:23
Bom tempo
Bom tempo FOTO: Nuno Alfarrobinha
A Direção Geral da Saúde (DGS) recomendou esta terça-feira a adoção de medidas de proteção adicionais face ao aumento gradual da temperatura nos próximos dias, com máximas a atingir os 40 graus Celsius em algumas zonas do País.

As recomendações publicadas no site da autoridade de saúde propõem ambientes frescos e arejados ou climatizados; o aumento da ingestão de água ou de sumos de fruta natural sem açúcar; evitar o consumo de bebidas alcoólicas; evitar atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente desportivas e de lazer no exterior; escolher as horas de menor calor para viajar de carro; e não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol.

Para quem pretende ir apanhar banhos de sol, a DGS pede que seja evitada a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17h00 e alerta para o uso de protetor solar com fator igual ou superior a 30, com renovação da sua aplicação de 2 em 2 horas e após os banhos na praia ou piscina.

Quanto aos grupos mais vulneráveis no qual estão incluídas como crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com atividade no exterior, praticantes de atividade física e pessoas isoladas, deve assegurar-se a sua correta hidratação e permanência em ambiente fresco e arejado; evitar a exposição solar, direta ou indireta; e garantir ingestão frequente de líquidos.

"Para hoje e amanhã [quarta-feira] as temperaturas máximas vão estar entre os 25 e os 35 graus, mais elevadas no interior, e as mínimas entre os 15 e os 20 graus, mas a partir de quinta-feira temos uma situação diferente com um aumento da temperatura para valores entre os 35 e os 40, podendo ser superiores em alguns locais principalmente no Vale do Tejo, interior do Alentejo, Algarve e sotavento algarvio", adiantou o meteorologista Bruno Café, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) à Lusa.

De acordo com Bruno Café, a partir de quarta-feira, um "fluxo do quadrante leste na circulação de um anticiclone localizado a nordeste dos Açores, estendendo-se em crista até à Europa Central, transportará uma massa de ar quente e seco sobre o território do continente".
Direção Geral da Saúde Celsius meteorologia conselhos saúde calor temperaturas elevadas
Ver comentários
}