Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Depressão Gaetan provocou 108 ocorrências em todo País

Proteção civil não registou danos materiais ou humanos.
Lusa 20 de Janeiro de 2021 às 09:51
Chuva
Chuva FOTO: MovePhoto
A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) registou entre as 16:00 de terça-feira e as 07:00 de quarta-feira 108 ocorrências sem gravidade em todo o país devido à chuva e vento devido à depressão Gaetan.

Fonte da ANEPC disse à Lusa, cerca das 08:30, que entre as 16:00 de terça-feira, altura em que foi emitido um alerta pela proteção civil devido ao mau tempo, e as 07:00 de hoje, foram registadas 108 ocorrências devido a pequenas inundações e quedas de árvores.

"Foram ocorrências sem gravidade. Não há registo de danos materiais ou humanos", disse a mesma fonte.

Também uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal disse à Lusa ter recebido entre as 00:00 e as 08:00 de hoje 25 ocorrências no distrito de Setúbal.

"Destas 25 ocorrências, 18 foram no concelho de Setúbal. Tratou-se sobretudo de pequenas inundações em habitações e via pública e quedas de árvore sem danos materiais ou humanos", disse a mesma fonte.

A ANEPC alertou na terça-feira para o agravamento do estado do tempo em Portugal Continental, com períodos de chuva forte, neve, vento e agitação marítima.

Face ao quadro meteorológico, a ANEPC alertou para a possibilidade da ocorrência de cheias em meio urbano e nas áreas de maior vulnerabilidade, assim como a acumulação de gelo, neve e formação de lençóis de água na estrada, recomendando comportamentos adequados, sobretudo nas zonas de maior risco.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) informou na terça-feira que Portugal continental iria ser afetado a partir da tarde de terça-feira e até hoje por vento e precipitação fortes e agitação marítima associadas à passagem da depressão Gaetan.

Na sequência da previsão de mau tempo, o IPMA emitiu aviso amarelo para todos os distritos de Portugal continental (18) devido à chuva forte, por vezes acompanhada de trovoadas, vento forte e agitação marítima.

O amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

As previsões do IPMA que apontam para "períodos de precipitação, por vezes forte", que podem ser acompanhados de trovoada nas regiões montanhosas do Norte e Centro, em especial junto ao litoral, nos próximos dois dias.

Está igualmente prevista a intensificação do vento, podendo ser atingidas rajadas até aos 95 quilómetros por hora no litoral oeste e até 110 quilómetros por hora nas terras altas (Norte e Centro).

O IPMA alertou ainda para o aumento da agitação marítima e para a possibilidade de queda de neve acima dos 1.600 metros, que "poderá acumular até aos cinco centímetros" nos distritos da Guarda e de Castelo Branco.

Ver comentários