Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Dieta detox pode causar queda de cabelo

Fruta, verduras e sementes são a base de uma bebida que serve para desintoxicar o organismo. Figuras públicas já aderiram.
Francisca Genésio 30 de Maio de 2018 às 01:30
Sumos detox
Comida
Balança
Sumo detox
Praia
Diabetes
Ana Bravo
Sumos detox
Comida
Balança
Sumo detox
Praia
Diabetes
Ana Bravo
Sumos detox
Comida
Balança
Sumo detox
Praia
Diabetes
Ana Bravo
De certeza que nos últimos tempos já ouviu falar dos sumos detox. As bebidas ficaram famosas depois de algumas figuras públicas portuguesas terem aderido à moda. Ainda assim, nem todos os casos correram como era esperado. A atriz Jessica Athayde, por exemplo, partilhou nas redes sociais que teve de desistir do procedimento e que ficou em repouso absoluto. Um detox feito sem a devida avaliação e acompanhamento pode levar até à queda de cabelo.

Mas, em primeiro lugar, é preciso explicar que um detox não é, nada mais, nada menos, do que um tipo de dieta que "promove a desintoxicação e desinflamação do nosso organismo, uma vez que auxilia na eliminação de toxinas, muitas vezes resultantes da própria metabolização dos alimentos", explicou ao CM a nutricionista Ana Vidal.

O regime é geralmente realizado durante um a três dias e é composto por alimentos "com propriedades depurativas" como vários tipos de fruta, de verduras e de sementes. Ou seja, durante este período a alimentação passa apenas e somente a ser constituída por estes sumos e batidos.

O procedimento tende a ser feito após épocas mais festivas, como as férias, o Natal ou casamentos, devido aos excessos alimentares cometidos. Os alimentos são sempre escolhidos consoante o objetivo de cada pessoa.

"As pessoas perdem peso com este tipo de dieta, mas a verdade é que o recuperam muito rapidamente, porque na verdade não estão a perder gordura, perdem sobretudo massa muscular e água. Ou seja, não é uma perda que se vai manter no tempo, é irrealista", alertou a nutricionista Maria João Ibérico Nogueira.

"Cada caso tem de ser avaliado individualmente por um especialista, porque este tipo de dietas são tão restritivas que podem levar à queda de cabelo, a que as unhas partam, por exemplo", alerta Maria João Ibérico Nogueira. A especialista recomenda que o regime seja feito apenas durante dois dias "porque o corpo consegue lidar", e que adicione uma fonte proteica ao seu sumo/batido.

PORMENORES
Detox condiciona exercício
A realização de dietas detox é desaconselhada pelos especialistas a pessoas que fazem muito exercício físico. "Gastam mais energia do que aquela que têm nos sumos, não pode ser", explica ao CM a nutricionista Maria João Ibérico Nogueira.

Sumos ao pequeno-almoço
Os sumos detox ajudam a reduzir o inchaço, combatem a retenção de líquidos, proporcionam sensação de saciedade e ainda ajudam no controlo do intestino. São aconselhados ao pequeno-almoço e ao lanche, mas não a longo prazo. Grávidas não podem fazer esta dieta.

Peso tem de ser perdido aos poucos
Há cada vez mais portugueses que recorrem às dietas detox para perderem peso de forma rápida. Mas, segundo a nutricionista Ana Vidal, esta não será uma solução.

"É importante salientar que o peso deve ser perdido de forma gradual e estruturada. O sucesso passa por adquirir novos hábitos alimentares, que permitam perder peso e mantê-lo ao longo dos anos", aconselha a especialista, recomendando, para esta altura do ano, um plano alimentar mais rico em saladas, gaspachos e alimentos frescos. Também a fruta é uma boa opção, devido não só ao baixo número de calorias, mas também por ser rica em água.

Ana Vidal recomenda a realização de uma alimentação e hidratação adequada, que pratiquem exercício físico e descansem. "A qualidade do sono tem muita influência na perda de peso", refere Ana Vidal, reforçando o papel do nutricionista para este efeito. Se quiser perder peso, comece por praticar exercício físico regularmente e evite comer hidratos de carbono ao jantar.

Plano não pode ser seguido por diabéticos
As dietas que tenham por base os chamados sumos e batidos detox não podem ser feitos por qualquer pessoa. O acompanhamento por um especialista em nutrição é essencial para obter bons resultados, em segurança. Os diabéticos ou pessoas com doença inflamatória intestinal são alguns dos grupos que não podem seguir esta dieta.

Ana Vidal
Nutricionista na Clínica Hamovital
"Não é costume ultrapassar cinco dias"
CM - Para um detox dar resultado, durante quanto tempo deve ser realizado?
Ana Vidal - Hoje em dia existem vários tipos de dietas detox. O mais usual é não ultrapassar os três dias. Mas há dietas detox compostas por duas fases, em que na primeira apenas é permitida a ingestão de líquidos e na segunda os alimentos sólidos são gradualmente adicionados. No entanto, não é costume ultrapassar os cinco dias. 

CM -  Considera que o detox deve ser uma dieta individualizada?
Ana Vidal - Os planos alimentares são personalizados tendo em conta vários fatores, nomeadamente o objetivo, histórico clínico e hábitos do cliente. O que me é mais favorável a mim, pode não ser a outra pessoa.

CM - Que alimentos aconselha a quem quer perder peso, nesta altura?
Ana Vidal - Como diz o ditado, "corpo de verão faz-se no inverno". No verão deve-se optar por pratos mais frescos, e na estação mais fria sopas e pratos que aconcheguem. A natureza dá-nos tudo aquilo de que necessitamos.

"O equilíbrio é a chave"
A nutricionista Ana Bravo afirma que uma alimentação equilibrada é a chave de tudo e que isso evita sacrifícios do detox.
Gorduras de má qualidade, alimentos processados, açúcar e sal são evitados ao máximo pela nutricionista Ana Bravo que mantém, diariamente, muitos cuidados com a alimentação. Segue uma dieta assente na roda dos alimentos mediterrânica e defende os convívios e o prazer de comer.

Além disso, o exercício está presente na sua vida: "Faço pilates três vezes por semana, o que contribui para o meu equilíbrio. O equilíbrio é, sem dúvida, a chave para o bem-estar de qualquer pessoa". Afirma que não costuma "andar com a garrafa de água atrás" mas que, para compensar, bebe "dois bons copos de água antes de cada refeição". Segundo Ana Bravo, se ingerirmos bons alimentos, naturais e saudáveis, nada precisamos de fazer para desintoxicar o corpo, visto que "os rins e o fígado têm mecanismos eficazes para o fazer".

Quanto às dietas detox, não manifesta a sua posição. "Não sou a favor nem contra as dietas detox. Há inúmeras, por isso não consigo falar de nenhuma em específico. Cada um é livre de fazer a dieta que pretende desde que assegure todas as necessidades nutricionais." A nutricionista não concorda, contudo, com a ideia de se poder "comer tudo" para fazer depois uma desintoxicação.

Quando Ana pretende perder peso, come menores quantidades de todos os alimentos e aumenta a atividade física. "Perdemos peso quando o valor de calorias que ingerimos é inferior ao que perdemos, daí a importância do exercício."
Ver comentários