Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Escola na Amadora retira aviso que proibia minissaias, calções e chinelos

Cantora Sónia Tavares, que denunciou a polémica, celebrou a decisão nas redes sociais.
Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) e Diogo Torgal Ferreira 17 de Setembro de 2021 às 19:16
Escola na Amadora proíbe chinelos, calções e minissaias
Escola na Amadora proíbe chinelos, calções e minissaias FOTO: CMTV
A Escola Básica 2/3, do Agrupamento de Escolas Cardoso Lopes, na Amadora, removeu o polémico um aviso onde estabelece um código de vestuário, indicando aos alunos o tipo de roupa que podem ou não usar, proibindo peças de roupa como minissaias, calções curtos, blusas decotadas ou ‘caicai’ ou chinelos.

A cantora Sónia Tavares, vocalista dos The Gift, que denunciou a polémica, celebrou a decisão nas redes sociais. "Hey teens [adolescentes] e pre teens [pré-adolescentes], já me pagavam um cafezinho, Heim? Agora, juízo, percebam que, o que vos define é o que vos está no coração. Respeitem o vosso corpo, aceitem-no com orgulho, mas não se esqueçam que a vossa liberdade acaba quando invadem a do próximo", escreveu nas redes sociais a artista.

O CM apurou que o documento em questão data de 2012 e não tinha sido removido, por lapso, quando no início deste ano letivo, a nova diretora deu ordem para retirar os avisos desatualizados. Foi o suficiente para desencadear a polémica, pois muitos alunos e pais depararam-se com a informação. 

O aviso em questão não faz parte do regulamento interno da escola, que especifica direitos e deveres dos alunos. Segundo a alínea A do artigo 5, os alunos têm de “apresentar-se na escola com vestuário limpo, que evite expor partes do corpo, que possam atentar contra o pudor público”. Na alínea B do mesmo artigo estabelece-se que “as roupas trajadas devem adequar-se à estação do ano, cumprindo durante as estações frias a sua função de agasalho”. A alínea C dispõe que quem não cumpre estas regras, “será alvo de medida de impedimento de entrada no recinto escolar dos estabelecimentos” do agrupamento.

"Os vossos chinelos e as vossas minissaias incomodam muitos adultos, vamos usá-los com dignidade e fazê-los engolir as palavras sujas. Viva a liberdade. A luta continua", terminou Sónia Tavares na publicação.

Ver comentários