Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Exercício físico pode reduzir risco de sofrer de forma grave da Covid-19

Infetados com Covid-19 que praticam exercício de forma regular têm menos probabilidade de serem hospitalizados ou internados nos cuidados intensivos.
Correio da Manhã 20 de Abril de 2021 às 08:45
Exercício físico em casa
Exercício físico em casa FOTO: Getty Images
A prática de exercício físico regular pode evitar que vá parar a uma cama de hospital caso seja infetado com Covid-19. Um estudo publicado no British Journal of Sports Medicine, revela que a atividade regular previne o risco de agravamento do quadro clínico em caso de ser infetado. 

O estudo analisou os dados de quase 50 mil pacientes adultos na Califórnia com diagnóstico de Covid-19 de janeiro de 2020 até ao final de outubro de 2020.

Para avaliar o tipo de exercício físico, os investigadores recolheram os dados dos pacientes e questionaram o tempo diário que dispensam para a atividade física. Pacientes que dispensavam menos de 10 minutos por semana em exercício físico tinham maior risco de internamento e subconsequente admissão nos cuidados intensivos e até morte comparativamente com os que faziam mais do que 150 minutos por semana de atividade. 

Robert E, Sallis, médico de família e medicina desportiva do Centro Médico Kaiser Permanente Fontana, que coordenou o estudo, aconselha por isso pelo menos 150 a 300 minutos de atividade física de intensidade moderada semanal ou "75 minutos a 150 minutos por semana de atividade física aeróbica de intensidade vigorosa" semanal.

Covid-19 British Journal of Sports Medicine saúde desporto questões sociais
Ver comentários