Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Fiéis defendem padre que aceitou carro novo de luxo em Felgueiras

Paroquianos organizaram peditório para oferecer viatura.
Fátima Vilaça e Manuel Jorge Bento 9 de Agosto de 2021 às 08:51
Volvo V60 oferecido a Edgar Leite
Edgar Leite (em primeiro plano) teve direito a tapete de flores
Edgar Leite (em primeiro plano) teve direito a tapete de flores
Cartazes com mensagens de apoio e a desejar felicidades e tapetes de flores deram as boas vindas ao padre Edgar Leite na sua primeira celebração
Cartazes com mensagens de apoio e a desejar felicidades e tapetes de flores deram as boas vindas ao padre Edgar Leite na sua primeira celebração
Volvo V60 oferecido a Edgar Leite
Edgar Leite (em primeiro plano) teve direito a tapete de flores
Edgar Leite (em primeiro plano) teve direito a tapete de flores
Cartazes com mensagens de apoio e a desejar felicidades e tapetes de flores deram as boas vindas ao padre Edgar Leite na sua primeira celebração
Cartazes com mensagens de apoio e a desejar felicidades e tapetes de flores deram as boas vindas ao padre Edgar Leite na sua primeira celebração
Volvo V60 oferecido a Edgar Leite
Edgar Leite (em primeiro plano) teve direito a tapete de flores
Edgar Leite (em primeiro plano) teve direito a tapete de flores
Cartazes com mensagens de apoio e a desejar felicidades e tapetes de flores deram as boas vindas ao padre Edgar Leite na sua primeira celebração
Cartazes com mensagens de apoio e a desejar felicidades e tapetes de flores deram as boas vindas ao padre Edgar Leite na sua primeira celebração
Foi com cartazes e faixas de apoio, metros de tapete de flores e os aplausos de quase 300 pessoas que o padre Edgar Leite foi este domingo recebido na paróquia de Sendim, Felgueiras, onde nasceu, para a Missa Nova (primeiro ato como sacerdote).

Os fiéis mostraram-se indiferentes à polémica criada em torno do carro oferecido ao padre pelos paroquianos de Recarei, Parada de Todeia e Sobreira, em Paredes, onde estagiou como sacerdote. A menos de 50 quilómetros da freguesia natal de Edgar Leite, nas paróquias onde cumpriu o estágio, os paroquianos defenderam “com unhas e dentes” a integridade do prior. “Não entendo a polémica em torno do carro. O padre Edgar nunca o pediu, nem manifestou vontade de o ter, foi uma ideia nossa e só contribuiu quem quis”, afiançou Pedro Nunes, membro da Comissão Fabriqueira e um dos promotores da oferta do veículo.

O carro, no valor de 23 mil euros, foi oferecido pelos paroquianos, que organizaram um peditório para “agradecer” ao jovem padre. “É uma pessoa encantadora, muito meigo e fizemos gosto de lhe agradecer”, vincou Ana Margarida Alves, sublinhando ter sido uma das pessoas que contribuiu para o carro.

José Alves, membro ativo da paróquia de Recarei e um dos promotores ativos do peditório, garantiu este domingo ao Correio da Manhã, após a missa dominical, que ninguém disse que não. “Nas casas onde fui fazer o peditório, todos concordaram com a oferta”, disse. O paroquiano volta a sublinhar que “só deu dinheiro quem quis” e defende que não se tratou de um “bem de luxo”. “O carro dele estava muito velho. Este, embora seja já usado, tem muito melhores condições”, ressalva, lamentando que haja na paróquia quem queira “denegrir a imagem do senhor padre”.

Usou Facebook para agradecer às “formiguinhas”
No dia 17 de julho, uma semana após ser ordenado sacerdote pelo bispo do Porto, D. Manuel Linda, Edgar Leite dirigiu uma mensagem aos paroquianos, com um agradecimento “a todas as formiguinhas que de forma discreta permitiram que este dia fosse como foi”.
Felgueiras Edgar Leite Sendim Recarei Missa Nova religião questões sociais
Ver comentários