Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

FMI diz que nove milhões de euros estão longe de acabar com crise alimentar

Afirmação foi feita pela diretora do FMI, Kristalina Georgieva, no decorrer de um fórum de segurança alimentar em Riade, na Arábia Saudita.
Lusa 4 de Outubro de 2022 às 00:09
Fundo Monetário Internacional
Fundo Monetário Internacional FOTO: Getty Images
O Fundo Monetário Internacional (FMI) afirmou esta segunda-feira que cerca de 9.000 milhões de euros "estão muito longe" do necessário para acabar com a crise de segurança alimentar no mundo, à qual estão expostos "48 países".

A afirmação foi feita pela diretora do FMI, Kristalina Georgieva, no decorrer de um fórum de segurança alimentar em Riade, na Arábia Saudita, onde recordou que as organizações humanitárias estimam que são necessários mais de 50.000 milhões de dólares (quase 51.000 milhões de euros) "só para evitar que as pessoas morram de fome".

O FMI identificou três formas de abordar a crise, que são a inversão da produtividade agrícola, a proteção do produto para que chegue ao consumidor e os países conseguirem capacidade financeira para aceder a financiamento de baixo custo.

Ver comentários