Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Gouveia e Melo confirma queixa de vacinação indevida no Porto à PJ e Inspeção Geral da Saúde

Maria Cerqueira Gomes, de 38 anos, partilhou imagem em que mostrava ter sido vacinada, juntamente com a filha, de 18 anos, no Porto.
Correio da Manhã 25 de Junho de 2021 às 10:48
Coordenador da 'task force', o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo
Gouveia e Melo, coordenado da Task Force, na sessão de apresentação da 'Situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal', na sede do Infarmed, em Lisboa, 28 de maio de 2021
Coordenador da 'task force', o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo
Gouveia e Melo, coordenado da Task Force, na sessão de apresentação da 'Situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal', na sede do Infarmed, em Lisboa, 28 de maio de 2021
Coordenador da 'task force', o vice-almirante Henrique Gouveia e Melo
Gouveia e Melo, coordenado da Task Force, na sessão de apresentação da 'Situação epidemiológica da Covid-19 em Portugal', na sede do Infarmed, em Lisboa, 28 de maio de 2021
O coordenador da task force, vice-almirante Gouveia e Melo, disse esta sexta-feira que fez uma participação de vacinação indevida no Porto à PJ e à Inspeção Geral da Saúde. Gouveia e Melo disse ainda que falou com o presidente da ARS Norte "para que se tomassem providências".

"Mal tivemos um mínimo de dados [sobre o caso] fizemos uma participação ao nosso contacto com a Polícia Judiciária e outra à IGAS", afirmou o vice-almirante Gouveia e Melo, que falava aos jornalistas na ilha do Porto Santo, arquipélago da Madeira, onde se encontra a inteirar da evolução do plano local de vacinação.

O coordenador da vacinação anti-Covid em Portugal garantiu que se tratou de um "ato de indisciplina" e de "desobediência total". 

Gouveia e Melo pediu também ao responsável máximo da Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) "para que imediatamente tomasse providências para isto não voltar a acontecer e para se tirarem todas as consequências. Para todos os efeitos, é um ato de indisciplina".

Em causa está a vacinação de jovens no Porto, numa convocação à margem das regras, como foi o caso da filha de Maria Cerqueira Gomes, de 18 anos.

Maria Cerqueira Gomes, de 38 anos, partilhou nas redes sociais uma imagem em que mostrava ter sido vacinada, juntamente com a filha, Francisca Cerqueira Gomes, de 18 anos, no Porto, na tarde da última quarta-feira.

Uma situação que gerou polémica, uma vez que as inscrições para esta faixa etária só abrem a partir do dia 4 de julho. Após os fãs terem reagido, em massa, com críticas à partilha da apresentadora, esta viu-se obrigada a esclarecer o assunto, garantindo não ter passado à frente de ninguém.

“Na passada quarta-feira, na cidade do Porto e noutras cidades do Norte, abriram, ao final do dia, duas horas para pessoas a partir dos 18 anos. Podíamos aparecer sem marcação para tentar controlar a quarta vaga. Eu fui vacinada, a minha filha também... Como todos os outros que souberam e tiveram horas como nós à espera de oportunidade”, escreveu a apresentadora no Instagram.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Gouveia e Melo Inspeção Geral da Saúde Melo PJ saúde profissionais de saúde
Ver comentários