Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
6

Justiça moçambicana acusa de atentado ao pudor padre denunciado ao bispo Ornelas

"No dia 23 de agosto foi aberta a audiência preliminar que se realizou no dia 02 de setembro", indica a Procuradoria- Geral da República.
Lusa 3 de Outubro de 2022 às 15:57
D. José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa
D. José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa
A justiça moçambicana acusa de atentado ao pudor o padre denunciado como abusador de crianças ao bispo português José Ornelas, em 2011, disse esta segunda-feira à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República (PGR) em Maputo.

Luciano Caminotti "foi acusado em autoria material e na forma consumada do crime de atentado ao pudor" e "no dia 23 de agosto foi aberta a audiência preliminar que se realizou no dia 02 de setembro", indica a PGR, em resposta a questões colocadas pela Lusa.

"Nestes termos, tanto o Ministério Público como o arguido aguardam pela notificação do Tribunal Judicial da Província da Zambézia - Secção de Instrução Criminal", quanto ao desenrolar do processo, acrescenta, sem mais detalhes.

Maputo José Ornelas Procuradoria-Geral da República
Ver comentários