Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

'Khosta-2', o novo coronavírus encontrado em morcegos

Nova versão do vírus é resistente à imunidade das atuais vacinas.
Correio da Manhã 26 de Setembro de 2022 às 17:35
Khosta-2 é o nome do novo coronavírus
Khosta-2 é o nome do novo coronavírus FOTO: Reuters
Investigadores descobriram uma nova versão do coronavírus nos morcegos que pode gerar onda de preocupação entre a população. O novo vírus é capaz de infetar as células humanas e resistir à imunidade criada pelas vacinas da Covid-19. Segundo os últimos dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de um quarto (1/4) da população mundial ainda não recebeu a primeira dose da vacinação contra a Covid-19.

Este novo vírus, designado por 'Khosta-2' tornou-se numa possível ameaça pública quando se revelou capaz de infetar células humanas. 'Khosta-2' utiliza a mesma proteína que o SARS-CoV-2 usava para penetrar as células humanas, a ACE2. No entanto, à semelhança da variante Ómicron, a nova versão do coronavírus não aparenta apresentar genes que sugiram que possa causar níveis de infeção graves nos indivíduos. Contudo, esta realidade pode mudar se o 'Khosta-2' começar a circular de forma ampla entre a população e a misturar-se com genes de SARS-CoV-2. 

É cada vez mais determinante ter informação aprofundada sobre o mundo microbiano, nomeadamente ter informação sobre certos vírus que podem infetar células humanas - como é o caso do 'Khosta-2' - pois somente desta forma será possível dar uma resposta eficaz às ameaças da saúde pública.
Coronavírus Khosta-2 SARS-CoV-2 infeção morcegos
Ver comentários