Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
9

Missa do Galo em Lisboa começa mais cedo e com distância física devido à Covid-19

D. Manuel Clemente confirmou ao CM que a celebração vai realizar-se no Natal.
Vanessa Fidalgo 9 de Dezembro de 2020 às 09:24
As cerimónias religiosas foram retomadas com as devidas precauções
As cerimónias religiosas foram retomadas com as devidas precauções FOTO: David Cabral Santos

Apesar da pandemia, D. Manuel Clemente, Cardeal Patriarca de Lisboa, vai celebrar a tradicional Missa do Galo na Sé Catedral. Este ano, porém, a celebração começará mais cedo - às 23h00 - para permitir a todos os fiéis cumprir o confinamento.

A notícia foi confirmada pelo próprio Cardeal Patriarca ao CM, logo depois de ter celebrado, esta terça-feira de manhã, na Sé Catedral de Lisboa, o dia da Solenidade da Imaculada Conceição, padroeira de Portugal e da lusofonia. "A Missa do Galo irá obedecer às devidas distâncias físicas e às normas das autoridades de saúde mas, este ano, em vez de ser à meia-noite, irá começar às 23h00, para dar tempo a todos de voltar para casa e para o confinamento com a tranquilidade necessária", afirmou D. Manuel Clemente.

Lembrando que um pouco por todo o Mundo e em várias épocas os cristãos "sempre enfrentaram sofrimento e perseguições para poder comemorar o Natal", o Cardeal Patriarca de Lisboa salientou que ser cristão é também "ser responsável" e viver a quadra com a "consciência do dever de proteção".
Apesar das celebrações terem agora um terço dos fiéis, D. Manuel Clemente acredita que a igreja católica sairá reforçada da pandemia. "Desde março, quando começámos a transmitir as celebrações nas plataformas à distância, que muita gente confessa ter-se aproximado da oração, prometendo vir depois, presencialmente", afirma.

PORMENORES

Acesso online
Após o retomar das Missas com a presença de fiéis, algumas paróquias do Patriarcado de Lisboa continuam a transmitir online e em direto as celebrações.

Natal no coração
Na homilia da Imaculada Conceição, D. Manuel Clemente falou da proximidade do Natal em contexto de pandemia: "A 25 deste mês celebraremos o Natal de Jesus. Poucos dias no coração, mais ou menos demorados no coração de cada um".

D. Manuel exorta para carícia de Deus
O Bispo do Porto, D. Manuel Linda, ordenou esta terça-feira dois novos diáconos permanentes e pediu-lhes para não serem "sacerdotes do adro ou da sacristia". Exortou-os a serem uma "carícia de Deus para o Mundo".

PAÍS DE LÉS A LÉS

Vila Nova de Gaia: Apoio para as famílias, instituições e negócios 
Cem mil euros para emergência social e apoio ao arrendamento, e 200 mil euros para instituições particulares de solidariedade social são algumas das medidas que integram o pacote de 1,5 milhões, lançado pela Câmara de Vila Nova de Gaia para fazer face às dificuldades causadas pela pandemia.
A autarquia implementa também isenção ou redução de taxas e tarifas - nomeadamente para comerciantes, vendedores ambulantes, feirantes e taxistas -, passe gratuito para jovens dos 13 aos 18 anos, e redução de rendas em bairros sociais a quem perdeu rendimentos. Será criado um gabinete de apoio ao emprego. O pacote inclui ainda medidas para a classe média, cujas famílias não preenchem requisitos de candidatura a apoios sociais, mas também perderam rendimentos.

Abrantes: Vírus mata 11 pessoas no Lar do Pego  
O surto de Covid-19 no Centro Social do Pego, Abrantes, já causou 11 mortos. "Há a confirmar mais um óbito e vamos fazer a última testagem na instituição esta quarta-feira, uma vez que a capacidade de contágio terá diminuído, face ao tempo que já passou desde o início de um surto que foi detetado a 29 de outubro, e que no dia 2 de dezembro apresentava ainda um total de 16 utentes infetados", afirmou a delegada de Saúde Maria dos Anjos Esperança. A responsável acrescentou ainda que dos 16 doentes infetados, "quatro estavam hospitalizados e 12 em estrutura residencial para pessoas idosas", a par de sete profissionais também positivos. A delegada garantiu, no entanto, que atualmente o surto "está estabilizado e sem novos casos nos últimos dias".

Santiago do Cacém: Discoteca resiste com prejuízos há meses 
A pandemia está a ter efeitos devastadores nas empresas de diversão noturna, como é o caso da discoteca Alexander’s, em Santiago do Cacém, que há nove meses resiste. "Abrimos em fevereiro, para o 36º aniversário e, a partir daí, foi tudo cancelado. Tínhamos as grandes festas do verão e até agora não fizemos mais nada, inclusivamente, na área dos eventos, tínhamos casamentos e bailes de finalistas, mas foi tudo cancelado", relata Alexandre Matos, proprietário da histórica discoteca alentejana. "Estou a ter prejuízos todos os meses e a fazer pagamentos por conta para o ano de 2021, sobre os lucros de 2019, quando este ano não tenho qualquer lucro", acrescenta o empresário que já só está a tentar "aguentar a casa até que isto passe e poder voltar a abrir.

Castro Marim: Surto ativo teve origem em excursão 
Uma excursão ao Centro do País, realizada há cerca de um mês, originou um surto de Covid-19 no concelho de Castro Marim. Há pelo menos oito casos confirmados, cerca de metade dos casos ativos no concelho algarvio. A Autoridade de Saúde Local só detetou o surto na passada semana, depois de rastrear os contactos das últimas pessoas infetadas. Francisco Amaral, presidente da câmara local, disse ao CM que "o passeio foi organizado por uma empresa do distrito de Aveiro, no qual participaram três pessoas de Altura e uma de Vila Real de Santo António". O autarca acrescentou que "o surto terá começado numa idosa com cerca de 80 anos", que demonstrou sintomas da doença poucos dias depois do passeio, mas que não alertou as autoridades de saúde.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários