Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Papa critca "nacionalismos fechados e agressivos" contra estrangeiros e migrantes

Santo padre considerou que os nacionalismos e individualismos "dividem o Nós, tanto no mundo quanto dentro da Igreja".
Lusa 6 de Maio de 2021 às 13:48
O Papa criticou, numa mensagem divulgada esta quinta-feira, os "nacionalismos fechados e agressivos e o individualismo radical", considerando que só dividem e que quem paga o preço mais alto são os estrangeiros, migrantes e marginalizados.

Na mensagem publicada esta quarta-feira para a Jornada Mundial do Migrante e do Refugiado, o Papa Francisco considerou que os nacionalismos e individualismos "dividem o Nós, tanto no mundo quanto dentro da Igreja", acrescentando que o preço mais alto é pago pelos estrangeiros, migrantes: "Os marginalizados, que habitam as periferias existenciais".

"Estamos todos no mesmo barco e somos chamados a comprometer-nos para que não haja mais paredes que nos separem, que não haja mais Outros, mas apenas um Nós, grande como toda a humanidade", observou.

Papa religião política migrações nacionalismos migrantes
Ver comentários