Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Patrões suspendem participação na Concertação Social

Anúncio foi feito esta sexta-feira.
Correio da Manhã 22 de Outubro de 2021 às 17:34
António Saraiva , líder da CIP
António Saraiva , líder da CIP FOTO: Pedro Catarino
As confederações empresariais com assento na Comissão Permanente de Concertação Social anunciaram, esta sexta-feira, a suspensão da participação no diálogo social com o Governo. 

Em causa está um protesto, por parte dos patrões, sobre a decisão do Governo de aprovar um conjunto de medidas designadas a agenda do trabalho digno, sem consultar, segundo António Saraiva, líder da Confederação Empresarial de Portugal (CIP), os parceiros patronais. 

Os patrões acusam o Governo de tomar novas medidas para tentar garantir a aprovação do Orçamento do Estado para 2022 pelos partidos à esquerda. 

António Saraiva assumiu, em comunicado, que vai ser pedida a insconstitucionalidade contra as duas medidas apresentadas pelo Governo, após reunião de Conselho de Ministros.

Ainda, a CIP adianta que pediu uma audiência ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, relativa ao tema.
Concertação Social Comissão Permanente de Consertação Social Governo trabalho
Ver comentários