Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
2

Relatora da ONU favorável à substituição do termo lepra devido ao sofrimento que causa

Alice Cruz pediu aos líderes europeus, em 2018, para pararem de usar o termo "lepra" como metáfora.
Lusa 29 de Janeiro de 2022 às 11:25
ONU, xxx
ONU, xxx FOTO: Reuters
A primeira relatora especial das Nações Unidas contra a discriminação das pessoas com lepra é favorável à substituição do nome da doença, pois esta muitas vezes é usada como metáfora, causando grande sofrimento nas pessoas afetadas.

Alice Cruz, Relatora Especial da ONU para a Eliminação da Discriminação contra as Pessoas afetadas pela Lepra e seus Familiares, pediu, em 2018, aos líderes europeus para pararem de usar o termo "lepra" como metáfora.

Em declarações à agência Lusa, a relatora especial indicou que "há países e alguns grupos que rejeitam por completo o termo lepra", pois "há cada vez mais evidências, através de estudos que foram feitos a partir da Bíblia, de que a lepra bíblica não corresponde à doença que foi classificada e descrita pela biomedicina".

ONU Nações Unidas saúde doenças
Ver comentários