Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Restaurante Lapo em Lisboa volta a violar a lei e regras da Covid-19 com festa

Espaço organizou festa ilegal com dezenas de pessoas sem máscara nem distanciamento. PSP levantou 13 autos de contraordenação.
Correio da Manhã 13 de Fevereiro de 2021 às 09:16
A carregar o vídeo ...
Restaurante Lapo em Lisboa volta a violar a lei e regras da Covid-19 com festa
O Lapo, espaço multidisciplinar – tem um restaurante, um café, um ateliê e uma sala de espetáculos – localizado na Bica, em Lisboa, está de volta à polémica. Na quinta-feira à noite organizou uma festa ilegal com dezenas de pessoas no mesmo espaço, sem qualquer tipo de distanciamento social e sem uso de máscaras.

Depois de receber várias queixas, a PSP deslocou-se ao local e levantou 13 autos de contraordenação a participantes naquele evento ilegal, que terá terminado pelas 22h00. Os autos foram passados com base na "violação do dever geral de recolhimento obrigatório" pelos cidadãos. Nessa mesma noite, António Guerreiro, um dos sócios-gerentes do Lapo, emitiu um vídeo em direto, no qual, ao som de ‘Grândola, Vila Morena’, proclamou: "Resistir é preciso. Abram os vossos negócios! A liberdade não se pede, exerce-se!" As medidas do estado de emergência preveem que os restaurantes e similares funcionem exclusivamente para entrega ao domicílio ou em regime de takeaway.

Recusa em fechar pode dar multa até 20 mil euros
O restaurante Lapo é reincidente. Em janeiro desrespeitou as restrições do estado de emergência. Os proprietários, António e Bruna Guerreiro, recusaram encerrar o espaço, invocando o direito à resistência. A coima a aplicar pode ir até aos 20 mil euros.

Manifestantes pedem para voltar a trabalhar
"Queremos o nosso trabalho de volta." Foi este o lema de dezenas de manifestantes que se reuniram esta sexta-feira em frente à Câmara de Portimão, exigindo a reabertura da economia. "Nós sempre cumprimos todas as regras exigidas pela Direção-Geral da Saúde", realçou ao CM uma cabeleireira presente no protesto. Leandro Antunes, presidente de uma associação de apoio social, alertou que "há pessoas que já não têm de comer", tendo disparado os pedidos de ajuda.

País de Lés a Lés
Espinho: Apanhado a comer em WC de padaria  
A PSP aplicou ontem uma multa no valor de 200 euros a um cliente de uma padaria de Espinho que se escondeu na casa de banho do estabelecimento para fugir às autoridades policiais que fiscalizavam o mesmo, e que aparentemente estaria e deveria estar encerrado. O homem foi encontrado pelos agentes da Polícia de Segurança Pública, com talheres e um prato de comida, a comer fechado na casa de banho. Segundo um comunicado oficial da PSP, também o proprietário do estabelecimento em causa foi autuado, no caso em concreto em 2 mil euros, por inobservância das regras de funcionamento de estabelecimentos de restauração e similares, bem como das regras de fornecimento e venda de bebidas alcoólicas durante o atual estado de emergência.

Leiria: "Mal dormi, ansiosa para ser vacinada"
Mal consegui dormir. Estava ansiosa para ser vacinada", admitiu ontem Maria dos Santos ao CM, no primeiro dia da vacinação para pessoas com mais de 80 anos que decorre no Estádio Municipal de Leiria. "[Eu e os meus irmãos] não fizemos Natal em família, para proteger os nossos pais", disse Maria Henriqueta, que acompanhou o progenitor ao Estádio. Para o primeiro dia foram convocados 204 idosos da cidade, com idades entre os 85 e os 99. "A convocatória é uma experiência-piloto", admitiu Denise Alexandra, presidente do Conselho Clínico do ACES Pinhal Litoral. Além dos utentes de mais idade, o primeiro dia serviu também para imunizar funcionários de lares que se viram impossibilitados de receber a vacina nas respetivas instituições.

Surtos crescem nos lares do Algarve
Desde o início deste ano já foram registados 561 casos de Covid-19 que estão associados a 16 lares do Algarve. Esta revelação foi feita ontem pela delegada Regional de Saúde, Ana Cristina Guerreiro, durante o balanço da situação epidemiológica da região. Apesar dos casos globais terem vindo a diminuir no decorrer deste último confinamento, nas últimas semanas foram registados vários surtos em lares. Faro é o concelho onde está localizada a maioria destes surtos, com cinco Estruturas Residenciais Para Idosos afetadas. As situações mais sensíveis são no lar Cantinho do Avô, onde estão associados 57 casos, e na Santa Casa da Misericórdia, que regista 47. Segundo Ana Cristina Guerreiro, os crescentes casos nos lares são "essencialmente de utentes, mas também incluem os de funcionários". Desde o início da pandemia, em 2020, já houve 280 mortes no Algarve, sendo que 82 foram de residentes de lares.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários