Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
7

Réveillon sem festas e com recolher às 23h00

Nos primeiros três dias do ano a circulação na via pública fica proibida a partir das 13h00.
Edgar Nascimento 31 de Dezembro de 2020 às 01:30
Réveillon no Terreiro do Paço, em Lisboa
Réveillon no Terreiro do Paço, em Lisboa FOTO: Mariline Alves
A saída de 2020 e a entrada em 2021 vai ser feita em casa. Desde a meia-noite que está proibida a circulação entre concelhos e a partir das 23h00 a circulação na via pública fica proibida em todo o território continental. Um recolher obrigatório para receber o novo ano que se repete amanhã, sábado e domingo, mas ainda mais restritivo: nos primeiros três dias de janeiro o recolher dura das 13h00 às 5h00 do dia seguinte.

Para quem pretende jantar fora na última noite do ano, saiba que os restaurantes só podem estar abertos até às 22h30. A exceção é o arquipélago da Madeira, onde o Governo Regional autorizou o funcionamento dos restaurantes até à 1h00 de amanhã. Nos Açores, a hora limite são as 22h00.

Os ajuntamentos na via pública com mais de seis pessoas (cinco no caso da Madeira) estão proibidos, bem como a realização de festas públicas ou abertas ao público.

De amanhã até domingo o comércio só pode estar aberto entre as 8h00 e as 13h00, sendo que os restaurantes poderão estender o horário apenas para entregas ao domicílio.

Um dos setores que vão alterar a rotina é o dos transportes públicos, com várias empresas a adotar para hoje horários de sábado ou de verão (casos da Rodoviária de Lisboa, TST, Isidoro Duarte, JJSA, Henrique Leonardo Mota, Barraqueiro, Vimeca ou Scotturb, na região de Lisboa, e STCP no Porto) e outras a suprimirem horários, como é o caso da CP (comboios de longo curso, Alfa e Intercidades deixam de circular a partir das 16h00 e os regionais e urbanos do Porto e Coimbra a partir das 19h30, cenário que se repete na manhã de amanhã). Clientes que já tenham bilhete para viajar nos comboios que não se efetuam podem pedir o reembolso ou a sua revalidação. O metro de Lisboa vai manter o horário habitual (encerra o serviço à 1h00 de amanhã e as composições terão seis carruagens), enquanto o metro do Porto funcionará até às 23h00. A ‘normalidade’ só regressa na segunda-feira, dia 4 – a restrição de circulação entre concelhos e o fim do recolher obrigatório terminam às 5h00 desse dia.

Noite fria com mínimas negativas
A entrada no novo ano em Portugal continental vai ser marcada por tempo frio devido à passagem da depressão ‘Bella’. De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), as temperaturas mínimas deverão variar entre os 3 e os 9 graus no Litoral. No Interior, as regiões mais frias serão a Beira Baixa, a Beira Alta e Trás-os-Montes, onde a mínima rondará os -4 e os -1 graus, na noite de hoje. Até final do dia estão previstos aguaceiros, que serão de neve acima de 800/1000 metros e a formação de gelo ou geada, em especial no Interior.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários