Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
4

Saúde: 19,7 milhões em consultadoria

O Governo prevê gastar em consultoria no âmbito das Parcerias Público-Privadas (PPP) para a Saúde 19,7 milhões de euros até 2012, mais 6,2 milhões do que tinha previsto há um ano, o que representa um aumento dos custos em mais 45 por cento.
4 de Setembro de 2008 às 10:57

Para o lançamento das seis unidades hospitalares previstas na segunda fase do Programas das PPP, o Governo vai contratar consultores externos nas áreas infra-estrutural, jurídica, sistemas de informação, económico-financeira, gestão clínica e na área da contratação pública.

A primeira fase do Programa das Parcerias Público-Privadas previa o lançamento de dez novas unidades, das quais quatro numa primeira fase (Cascais, Braga, Vila Franca  e Loures) e seis numa segunda fase, nomeadamente o Hospital de Todos-os-Santos e o Hospital Central do Algarve (cujos contratos foram lançados já este ano) e outros quatro (Hospital do Seixal, Amadora-Sintra, Hospital de Vila Nova de Gaia  e Hospital de Vila do Conde/Póvoa do Varzim), cujos projectos estão em fase  de análise e de elaboração dos estudos de suporte ao lançamento do respectivo  concurso.

Ver comentários