Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
5

Venda do Chelsea por Abramovich depende de Portugal

Magnata russo com passaporte português é alvo de sanções e negócio só pode avançar com aval das autoridades nacionais.
Rogério Chambel 25 de Maio de 2022 às 09:49
/fotosgeral/Fotos/2-41848406 (14071241) (Milenium)
/fotosgeral/Fotos/2-41848406 (14071241) (Milenium)
A venda do Chelsea está iminente, mas ainda há entraves que podem dificultar a operação. Não basta a autorização do governo britânico, é também preciso a aprovação de Portugal. Roman Abramovich, o ainda proprietário do clube londrino, tem passaporte português e a venda tem de ser autorizada pelas autoridades nacionais.

O ministro dos Negócios Estrangeiros confirmou esta terça-feira contactos com o governo britânico sobre a venda do Chelsea, controlado por Abramovich até às sanções internacionais pela invasão da Ucrânia, com João Gomes Cravinho a garantir que são para aplicar. “Em relação ao Chelsea, naturalmente há aqui um ponto absolutamente fundamental: Portugal aplica as sanções que foram decretadas pela União Europeia. Nós fazemo-lo de forma rigorosa, fazemo-lo sem exceções, e é assim que nós aplicamos as sanções, é assim que nós vamos continuar a aplicar as sanções”, afirmou o chefe da diplomacia de Portugal. “O governo britânico está a estudar possibilidades de alienação daquilo que é, neste momento, propriedade de uma pessoa que está sob lista de sanções. Obviamente, estamos em diálogo com o governo britânico, estamos em diálogo com a Comissão Europeia, mas seremos intransigentes na aplicação das nossas obrigações jurídicas”, afirmou João Gomes Cravinho.

Em causa está a venda do Chelsea ao grupo liderado por Todd Boehly, coproprietário da equipa de basebol americana dos Los Angeles Dodgers, que deverá ser fechada por cerca de 4,25 mil milhões de libras (4,9 mil milhões de euros).

pormenores
Congelado  
De acordo com a Sky Sports, o governo britânico recebeu garantias de que Abramovich não vai beneficiar do dinheiro da venda. Fica ‘congelado’ numa conta controlada pelo Estado.

Aprovação
O Ministério Público abriu um inquérito à concessão de nacionalidade a Abramovich. O Instituto dos Registos e Notariado também abriu um inquérito a todo o processo de atribuição de nacionalidade.

Processos
A Premier League aprovou esta terça-feira a venda do Chelsea ao consórcio liderado pelo norte-americano Todd Boehly. Neste momento, o Chelsea opera com uma licença especial que expira no dia 31.
Ver comentários
}