Barra Cofina

Correio da Manhã

Sociedade
1

Viseu tem 13 turmas em isolamento após serem detetados casos de Covid-19

Delegada de saúde, Conceição Casimiro, considera a subida de infeções preocupante.
Lusa 25 de Outubro de 2021 às 13:27
Escola
Escola FOTO: Pedro Noel da Luz
O concelho de Viseu tem 13 turmas com pessoas infetadas com SARS-CoV-2, que provoca covid-19, assim como em empresas e instituições, disse esta segunda-feira a delegada de saúde Conceição Casimiro, que considera a subida de infeções preocupante.

"Atualmente temos várias empresas e instituições com casos e também em estabelecimentos de ensino, desde jardins de infância a todos os ciclos de ensino, inclusive no Instituto Politécnico" de Viseu, afirmou a responsável.

Aos jornalistas, disse que, "no total, são 13 turmas com situações de casos de covid-19 e, em algumas delas, os respetivos colegas têm de estar em isolamento profilático", sendo que a maioria das turmas são escalões mais baixos.

"As crianças mais pequenas, do primeiro ciclo para baixo, pelo nível etário tão baixo, têm a agravante de, para além de não estarem vacinados, também não usarem máscara e a proximidade ser maior e, realmente, temos aqui o maior número de situações", especificou.

Conceição Casimiro explicou que também há "pessoal não docente em isolamento profilático, porque são casos", uma vez que "quem tem a vacinação completa há mais de 10 dias e quem não tenha tido a doença nos últimos 80 dias, não fica em isolamento profilático, mas sim em vigilância, para controlarem os sintomas e, naturalmente, também fazerem o teste".

"O número de casos tem vindo a aumentar, progressivamente, com a taxa de incidência dos últimos 14 dias também a aumentar, sendo atualmente de 110 por 100.000 habitantes e no total temos 9.705 casos acumulados no concelho", contabilizou.

Neste sentido, Conceição Casimiro admitiu que "a situação está a preocupar" estes responsáveis e, por isso, apelou para a "importância da manutenção de todas as medidas preventivas, desde logo o distanciamento físico, o uso da máscara e a higienização das mãos e o evitar de aglomerados" de pessoas.

"Muita gente com o levantamento das restrições pensou que realmente se poderia fazer uma "vida normal". Todos gostaríamos, mas quanto mais medidas tomarmos, mais depressa nos poderemos ver livres ou, pelo menos, minimizar a progressão da doença e não o contrário", apontou.

Conceição Casimiro acrescentou ainda que, nos concelhos próximos de Viseu, "São Pedro do Sul é o mais preocupante" com "um número significativo de casos e uma taxa de incidência superior à de Viseu, de 610/100.000 habitantes".

A covid-19 provocou pelo menos 4.941.032 mortes em todo o mundo, entre mais de 243,27 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse, divulgado na sexta-feira.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.133 pessoas e foram contabilizados 1.085.138 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Viseu Conceição Casimiro saúde política doenças epidemias e pragas alunos escola covid-19
Ver comentários