Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
5

Web Summit: Carlos Moedas quer que Lisboa seja a "capital da inovação". Siga em direto

Organização espera cerca de 40 mil participantes na edição de 2021.
Correio da Manhã e Jornal de Negócios 1 de Novembro de 2021 às 18:44
Carlos Moedas na Web Summit
Carlos Moedas na Web Summit FOTO: Direitos Reservados
A Web Summit arrancou esta segunda-feira em Lisboa, em modo presencial, após a ultima edição ter sido 'online'. Este ano a organização espera cerca de 40 mil participantes, número avançado por Paddy Cosgrave, cofundador e presidente executivo da cimeira.

A edição de 2021, que decorre entre segunda-feira e 4 de novembro, vai juntar mais de 1.000 oradores, às cerca de 1.250 'startups', 1.500 jornalistas e mais de 700 investidores, onde estão em destaque temas como tecnologia, clima, sustentabilidade, futuro.

Vários portugueses vão subir ao palco do maior evento de tecnologia e empreendedorismo da Europa, entre eles Pedro Siza Vieira, ministro da Economia, Carlos Moedas, o recém eleito presidente da Câmara Municipal de Lisboa, o Vice-almirante Gouveia e Melo, que coordenou a task force da vacinação, a apresentadora Cristina Ferreira e o atleta olímpico Fernando Pimenta.



Carlos Moedas quer Lisboa como a "capital da inovação"
"É preciso acertar com os detalhes. Acho que a coisa boa é que, na Web Summit, este é o sítio onde as pessoas acertam os detalhes", afirmou Moedas.

E, descrevendo Lisboa como "a cidade que liga os sonhos e os detalhes", Moedas deixa já uma promessa para a próxima edição. "No próximo ano, prometo que vamos falar sobre o sonho da fábrica de unicórnios de Lisboa", frisou. 

Carlos Moedas descreveu-se um presidente da Câmara atento à inovação, que quer que Lisboa produza mais unicórnios (empresas avaliadas em mais de mil milhões de dólares). "A mensagem que tenho hoje é muito simples, o que quer que façam na vida sonhem alto mas vão a fundo nos detalhes porque é isso que pode mudar o mundo", rematou Carlos Moedas. 
Web Summit Lisboa Paddy Cosgrave economia negócios e finanças eventos siza vieira
Ver comentários