Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
1

Descoberto lagarto gigante com dois pénis

Tem pele amarela, azul e verde, e alimenta-se de frutos. O Varanus bitatawa é a mais recente descoberta científica na família dos répteis. O lagarto gigante (cerca de dois metros de comprimento), que apresenta algumas semelhanças com o Dragão-de-Komodo, já era conhecido pelas populações tribais da Sierra Madre, no norte das Filipinas, é agora apresentado ao resto do Mundo num estudo publicado na revista ‘Biology Letters’.
7 de Abril de 2010 às 16:07
Varanus bitatawa apresenta algumas semelhanças com o Dragão-de-Komodo
Varanus bitatawa apresenta algumas semelhanças com o Dragão-de-Komodo FOTO: Reuters

'É um animal incrível', afirmou Rafe Brown, um dos cientistas que colaborou na divulgação da nova espécie, mostrando alguma surpresa por se encontrar um animal terrestre tão grande que seja novo para a ciência.

Uma outra particularidade deste ser é o facto de possuir dois pénis, chamados hemipénis, que se encontram invertidos dentro do seu corpo, sendo utilizados alternativamente entre as copulações.

Ninguém sabe a razão pela qual a nova espécie de lagarto permaneceu escondida dos cientistas até agora, especialmente por vários biólogos estarem actualmente nas Filipinas.

Os investigadores iniciaram a pesquisa com base em fotografias tiradas em 2001 por turistas, que mostravam caçadores indígenas a transportar exemplares recém-capturados. No entanto, as buscas nessa altura revelaram-se infrutíferas pelo facto desta espécie ser recatada e evitar a presença de seres humanos.

No Verão passado, Brown organizou uma nova expedição, que ao fim de alguns meses levou à descoberta do Varanus bitatawa.

“Começámos em Julho a procurar mas a época das chuvas chegou mais cedo. Subir montanhas completamente ensopados, com uma equipa de 20 pessoas e todo o material foi uma tarefa difícil”, afirmou Rafe Brown.

 

Quando a expedição estava quase a terminar, a equipa deparou-se com um macho adulto, preso numa armadilha indígena.

 

“Foi como ganhar o prémio após uma maratona”, revelou o investigador. 

Ver comentários