Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
5

Exemplar único de hiper desportivo da Bugatti está pronto para entrega. Custou 11 milhões de euros

Insígnia francesa revelou na quinta-feira a versão final de La Voiture Noire será entregue a um cliente muito especial.
5 de Junho de 2021 às 19:17
La Voiture Noire da Bugatti
La Voiture Noire da Bugatti
La Voiture Noire da Bugatti
La Voiture Noire da Bugatti
La Voiture Noire da Bugatti
La Voiture Noire da Bugatti
La Voiture Noire da Bugatti
La Voiture Noire da Bugatti
La Voiture Noire da Bugatti

Dois anos passados sobre a sua apresentação, La Voiture Noire da Bugatti está pronta para ser entregue ao seu misterioso dono. 

O exemplar único, que é também o mais caro do construtor francês, custa 11 milhões de euros antes de taxas e impostos. Sem revelar o nome do feliz comprador, a Bugatti explicou apenas que será para "um cliente muito especial".

A afirmação foi feita pela marca em 2019 quando o apresentou no salão automóvel de Genebra, abrindo as portas às mais variadas especulações; nem sequer ficou de fora o nome de Cristiano Ronaldo. 

Uma beleza negra 

O hiper carro desenvolvido a partir do Bugatti Chiron foi criado como uma homenagem ao Type 57 SC Atlantic de Jean Bugatti, que ele próprio baptizou com aquele nome. 

A carroçaria é completamente nova e, como tal, a distância entre eixos também foi alargada. A fibra de carbono em preto brilhante está presente um pouco por todo o lado, a fazer jus ao nome do hiper desportivo. 

A nível de motor, La Voiture Noire partilha com o Chiron o brutal bloco W16 quad-turbo de 8.0 litros, com 1500 cv e 1600 Nm; as prestações de altíssimo nível estão mais do que asseguradas. 

Mesmo com a produção limitada a uma unidade, La Voiture Noire passou por todos os rígidos testes de qualquer Bugatti. 

Cada componente foi alvo de rígidos controlos de qualidade, o que obrigou o hiper desportivo a fazer de novo simulações no túnel de vento, e testes em pista. 

"Embora La Voiture Noire seja única, usámos um protótipo durante dois anos para desenvolvê-lo e testá-lo em todas as áreas", sublinhou o responsável pela divisão de projecto da marca. 

Como explica Pierre Rommelfanger, só após passar pelos rigorosos testes de segurança de "desempenho e de condução" é que a versão final foi aprovada. 

"Com La Voiture Noire, estamos a prestar o nosso respeito à longa tradição da marca, à França e ao trabalho criativo de Jean Bugatti", afirmou Stephan Winkelmann, presidente da insígnia gaulesa. 

"Ao mesmo tempo, estamos a levar a estética e o luxo extremos para uma nova era. La Voiture Noire está na vanguarda da engenharia automóvel, e é uma beleza escultural com uma tecnologia única". 

Ver comentários