Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Alexandra Borges gera polémica na Global Media

Contratação da ex-jornalista da TVI leva Conselho de Redação do ‘JN’ a apresentar queixa na ERC.
Duarte Faria 3 de Agosto de 2021 às 08:54
Jornalista Alexandra Borges
Jornalista Alexandra Borges FOTO: Direitos Reservados
A contratação da ex-jornalista da TVI Alexandra Borges como diretora de Grande Reportagem e Investigação da Global Media está a gerar revolta no seio do grupo que detém os jornais ‘JN’ e ‘DN’, e a rádio TSF, entre outros títulos.

O sentimento de oposição é generalizado, apurou o CM junto de várias fontes do grupo, e já foi expresso pelos Conselhos de Redação (CR) do ‘Jornal de Notícias’ e da TSF ao Conselho de Administração, liderado pelo empresário Marco Galinha, que já no início de junho tinha sido acusado pelos CR de interferências editorias “ilegítimas”.

O CR do ‘JN’ anunciou entretanto que vai apresentar queixa na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) , por considerar que “a criação da figura de uma diretora porventura com pretensos poderes para fazer inserir trabalhos nas diversas publicações, portanto com ingerência direta nas competências dos diretores, chefes de redação e editores de área editorial (secção), atinge de forma inapelável o princípio da autonomia das redações e dos jornalistas”. O CR da TSF também já mostrou “preocupação” com esta contração e aponta uma “notória contradição entre estas novas contratações e a tão referida necessidade de contenção ou redução de custos”.

O CM questionou a ERC sobre este tema, mas o regulador remeteu uma tomada de posição para mais tarde. Alexandra Borges não respondeu. A Global Media também ainda não se pronunciou sobre a polémica.

Apesar de só agora ter sido anunciada, o CM sabe que a contratação de Alexandra Borges pela Global Media estava a ser negociada desde que a jornalista chegou a acordo para sair da TVI, há quase um ano.
Ver comentários