Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Direção de informação da RTP repudia declarações de João Galamba

Secretário de Estado Adjunto e da Energia referiu-se ao programa 'Sexta às 9' como "estrume".
Lusa 10 de Maio de 2021 às 11:54
João Galamba é secretário de Estado Adjunto e da Energia, desde o fim de 2019
João Galamba é secretário de Estado Adjunto e da Energia, desde o fim de 2019 FOTO: Miguel Baltazar
A direção de informação da RTP repudia as declarações do secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba, que "atentam contra o bom nome da RTP e da sua jornalista Sandra Felgueiras" e desrespeitam a liberdade de informação.

Numa nota enviada no domingo, a direção de informação da RTP salienta que as declarações "vindas da parte de um membro do Governo assumem particular gravidade", mas "nem por isso condicionarão o trabalho dos jornalistas" da estação de televisão.

"A direção de informação da RTP repudia as declarações expressas pelo secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba", lê-se na nota, salientando que "as palavras que proferiu atentam contra o bom nome da RTP e da sua jornalista Sandra Felgueiras e desrespeitam a liberdade de informação".

No domingo, o líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, insistiu na demissão do ministro Eduardo Cabrita e estendeu o pedido ao secretário de Estado João Galamba, acusando-os de "indignidade institucional".

Francisco Rodrigues dos Santos, que já pediu por várias vezes a demissão do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, na sequência da requisição civil no ZMAR, em Odemira, estendeu esse pedido ao secretário de Estado da Energia, João Galamba, acusando-o de ter atacado "de forma ordinária" um canal de televisão.

"João Galamba, qual 'hater', tornou-se um 'cowboy' do teclado no seu Twitter. Se há uns anos avisava, por SMS, um ex-primeiro-ministro de um processo judicial, agora destila ódio constantemente nas suas redes sociais", disse, acrescentando que "um secretário de Estado que não percebe que sem jornalismo, mesmo que incómodo, não há democracia é um secretário de Estado que está a mais e tem de sair imediatamente deste Governo".

De acordo com os media, o secretário de Estado escreveu na rede social Twitter, no sábado, o seguinte: "Lamento, mas estrume só mesmo essa coisa asquerosa que quer ser considerada 'um programa de informação'", aludindo ao programa "Sexta às 9".

Este 'post' foi reproduzido pelos media antes de ter sido apagado.

Ver comentários