Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Impresa conclui venda da sua participação na Vasp à Páginas Civilizadas e Cofina

Com a conclusão do negócio, a Cofina passa a deter 50% da Vasp, a Global Media mantém os 33,33% e a Páginas Civilizadas fica com 16,67%.
Lusa 30 de Junho de 2021 às 18:52
Distribuição de jornais
Distribuição de jornais FOTO: Pedro Simões
A Impresa anunciou esta quarta-feita a conclusão da venda da sua participação de 33,33% na distribuidora de jornais e revistas Vasp à Páginas Civilizadas e Cofina Media, no valor de 2,1 milhões de euros.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a dona da SIC refere que, no âmbito do processo anunciado no início do ano relativo à venda de 222.000 ações representativas de 33,33% da Vasp, "concluiu nesta data a transmissão" à Páginas Civilizadas (grupo Bel, do empresário Marco Galinha) de "111.000 ações, representativas de 16,6666666666667% do capital social" da distribuidora de publicações pelo preço de 1,050 milhões de euros.

Também hoje concluiu a venda à Cofina Media de igual número de ações (111.000 ações), "representativas de 16,6666666666667% do capital social da Vasp", por igual montante.

Esta alienação, recorda a dona da SIC, "foi realizada no âmbito da concretização do Plano Estratégico para triénio 2020-2022, e do reposicionamento da atividade da Impresa, com um enfoque primordialmente nas componentes do audiovisual e do digital".

O valor de venda acordado é de 2,1 milhões de euros.

"Decorrente deste valor, o qual já era conhecido à data de encerramento das contas de 2020, a Impresa incorreu em perdas, tendo, em consequência, registado imparidades ainda nas contas de 2020", no montante de 208,8 mil euros.

Em fevereiro, foi anunciado que a Cofina tinha exercido o direito de preferência e iria comprar 16,7% da Vasp à Impresa, ficando com 50%, com o remanescente dividido entre a Global Media e Páginas Civilizadas.

Em 04 de janeiro, a Impresa tinha anunciado a celebração de contratos-promessa com a Páginas Civilizadas, empresa do Grupo Bel, do empresário Marco Galinha, que é acionista da Global Media, para a venda das suas posições acionistas na Vasp Distribuidora de Publicações e na agência de notícias Lusa.

Com a conclusão do negócio, a Cofina passa a deter 50% da Vasp, a Global Media mantém os 33,33% e a Páginas Civilizadas fica com 16,67%.

Ver comentários