Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

'UM MIÚDO GRANDE'

Egocêntrico e ambicioso, Carlos Sampaio foi manequim, é actor e um empresário bem sucedido. Como cartão de visita costuma usar um ‘flirt’ do passado: Grace Jones, estrela de Hollywood.
3 de Outubro de 2002 às 14:51
Tem um ego do tamanho do mundo. Adora a mãe. É vaidoso e tem um cão como única companhia no seu apartamento de Lisboa. Carlos Sampaio, 33 anos, é, acima de tudo, um "self made man". Já foi manequim, é actor, e um empresário bem sucedido, tendo no auge da carreira de "top model", em 1989, sido considerado o Manequim Revelação do Ano.

Não admira que a excêntrica e bela pantera negra Grace Jones tenha cedido aos seus encantos. Consta que tiveram um romance quando Carlos esteve a estudar Técnicas de Representação, Produção e Realização na UCLA (Universidade de Los Angeles), nos Estados Unidos entre 1989 e 1995. “É verdade que teve um caso com Grace Jones. Mas não foi nada consistente.

Foi apenas um "flirt", algo passageiro”, confirma Rui Colaço, "booker" na agência de modelos XL, que define o empresário como “Um miúdo grande. É muito divertido, extrovertido e está sempre à procura de novos desafios dentro da área da produção. É um gajo porreiro”.

Apesar de não tecer “considerações do foro íntimo do actor, Pedro Pimentel, director financeiro da empresa “Carlos Sampaio Entretenimento” afiança: “Não há dúvida de que Carlos Sampaio conhece Grace Jones e é amigo dela. Aliás, quando Grace Jones veio a Portugal dar um concerto foi através do Carlos Sampaio.”

Se bem que o ex-modelo tenha entrado há poucos dias na casa da Venda do Pinheiro, a sua presença não passou despercebida. Nem podia. “É um homem muito bonito, e as miúdas vão ficar doidas”, garante Cinha Jardim que se tornou comentadora oficial do BB Famosos. A “tia” tinha razão. A empatia entre Romana e Carlos foi imediata. Logo nos primeiros dias, a cantora passou horas a falar com ele e não resistiu a deitar-se na sua cama: “Quando virem que não estamos a fazer nada, as audiências voltam a baixar”, brincaram com a situação.

Contudo, durante a festa de comemoração da entrada dos novos residentes, Carlos foi peremptório – ainda que diplomaticamente subtil: “Romana pára com isso, a nossa amizade é platónica!” Isso será suficiente para a cantora desarmar? É provável que o empresário esteja mais interessado em ser agente de Romana, pois não perdeu tempo em perguntar-lhe quem é que lhe organiza os espectáculos.

PERFIL

- Em criança queria ser psicólogo ou piloto

- Em 1989 foi Manequim Revelação do Ano

- Participou na novela "Terra Mãe"; "Médico de Família"; "As Pupilas do Sr. Reitor"; “Ganância”, entre outras séries.

- Tirou um curso de representação nos EUA

- Tem uma empresa que organiza eventos: "Carlos Sampaio Entretenimento"

- Gosta de viajar e de jogar futebol

- Odeia falta de honestidade

- Entusiasma-se com o amor

- Qualidade: ser ambicioso

- Defeito: ser ambicioso

A EX-NAMORADA 'GRACE JONES'

Excêntica, caprichosa, extravagante e original. É assim a actriz e cantora, de origem jamaicana, Grace Jones, com quem Carlos Sampaio afirma ter tido um romance durante a sua estadia nos Estados Unidos. Nascida em 1954, Grace Jones teve também uma relação com o actor Dolph Lundgren (ex-marido de Brigitte Nielsen). Actualmente, está casada com Atila Altaunbay, o seu guarda-costas.

Nos anos 80, Grace Jones deu muito que falar devido a vários escândalos. Era conhecida a sua ambivalência em relação ao sexo – ora se apresentava como mulher fatal e sedutora, ora vestida como homem.

Também ficou famoso o espectáculo na Walt Disney World, em que mostrou os seios – de salientar que na década de 70 Grace Jones posou nua para as revistas “Hustler” e a “Chic”. Em 1985, entrou no filme de James Bond, “A View to a Kill”, onde começou a namorar com o ainda pouco conhecido Dolph Lundgren. Três anos mais tarde seria nomeada para o prémio da pior actriz secundária no filme Siesta.

Grace Jones fez furor, sobretudo, no mundo da moda parisiense, tendo sido comparada a Josephine Baker por aliar nas suas apresentações uma carga sexual e primitiva muito grande.
Ver comentários