Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
8

UMA VIDA DE LUTA

As aventuras e desventuras do pugilista mais conhecido do cinema são recordadas na TV, com a exibição dos cinco maiores trunfos da carreira de Sylvester Stallone. Foi com o primeiro filme da série que o actor arranjou dinheiro para levantar voo.
24 de Junho de 2002 às 15:22
A vida não tem sido fácil para Sylvester Stallone, mas ninguém lhe tira "Rocky", um filme que começou a escrever em 1976, quando já estava cansado de ser rejeitado em "castings".

"O filme fala de orgulho, de reputação e de deixar de ser mais um falhado no bairro", afirma o actor acerca da película que o notabilizou. Na altura, vários produtores tentaram comprar o argumento, mas poucos aceitaram a condição imposta pelo actor: ser ele o protagonista do filme.

É claro que jamais podiam adivinhar que "Rocky" seria nomeado para nove Óscares, dos quais recebeu três: melhor filme, melhor montagem e melhor realizador (John G. Avildsen). Sylvester Stallone também foi nomeado para duas categorias, a de melhor actor e a melhor argumento original.

Com o dinheiro que recebeu de "Rocky", o intérprete deixou Nova Iorque e mudou-se para Hollywood com a mulher, Sasha Czack, com quem esteve casado 11 anos. Depois do fracasso de "F.I.S.T." (1978), Stallone escreveu, produziu, realizou e protagonizou "Rocky II" (1979), de forma a recuperar a popularidade. E conseguiu.

A saga do pugilista continuou até ao 5.º filme, e todas as sequelas resultaram em êxitos de bilheteira. Depois disso, o actor, actualmente com 56 anos, foi por diversas vezes aliciado a fazer uma nova película, mas alega que a única coisa que agora conseguiria combater é a artrite. A hipótese, todavia, não está completamente posta de parte.

Tal como a sua vida pessoal, marcada por várias relações fracassadas até ao seu actual casamento com a manequim Jennifer Flavin, também a carreira profissional tem sofrido altos e baixos ao longo de mais de três décadas. A saga de "Rocky", porém, continua a ser o maior triunfo de Sylvester Stallone.

GARANHÃO ITALIANO

Neste primeiro filme da saga, "Rocky Balboa", também conhecido como "The Italian Stallion" (O Garanhão Italiano), é um pugilista à procura de uma grande oportunidade nos ringues. Para já, ganha a vida a trabalhar numa fábrica de carne em Filadélfia (EUA) e a cobrar dívidas.

Quando o campeão de pesos pesados "Apollo Creed" (Carl Weathers) visita a cidade, o "manager" de "Rocky" consegue-lhe um combate. A ideia é "Creed" ganhar, até porque se trata de um combate combinado, mas o resultado acaba por ser bem diferente. "Rocky" (1976) foi escrito e protagonizado por Sylvester Stallone. A realização ficou a cargo de John G. Avildsen.

Telecine Gallery / Segunda-feira - 21h00 / "Rocky"

SEGUNDO ROUND

Sylvester Stallone escreveu, realizou e protagonizou este "Rocky II" (1979), onde volta a vestir a pele do célebre "boxeur". Para já, "Rocky" não passa de um pugilista que, graças a um momento de sorte, conseguiu vencer o campeão de pesos pesados, "Apollo Creed" (Carl Weathers).

Contudo, é muito mais do que isso e vai prová-lo quando o seu rival combina outro combate. Os riscos para "Rocky" são grandes, o que gera alguns problemas entre ele e a mulher, "Adrian" (Talia Shire).

Telecine Gallery / Terça-feira - 21h00 / "Rocky II"

ADVERSÁRIO À ALTURA

Depois de derrotar "Apollo Creed" (Carl Weathers) pela segunda vez, as potencialidades de "Rocky" são finalmente reconhecidas, o que lhe permite viver o seu dia-a-dia com menos intensidade.

O pugilista torna-se grande amigo de "Creed", que lhe ensina alguns truques, e passa mais tempo com a família. Contudo, o sonho é interrompido pela sua derrota no ringue com "Clubber Lang" (Mr. T), um recém-chegado à cidade. Com o orgulho ferido, "Rocky" tem que reunir forças para a desforra. Um filme datado de 1982, escrito, dirigido e interpretado mais uma vez por Sylvester Stallone.

Telecine Gallery / Quarta-feira - 21h00 / "Rocky III"

SEDE DE VINGANÇA

O mundo de "Rocky" parece desabar quando o seu amigo e antigo rival "Apollo Creed" é morto no ringue pelo pugilista russo "Ivan Drago" (Dolph Lundgren). O sentimento de culpa e a arrogância do novo rival fazem com que "Rocky" combine um combate com ele, mas desta feita na Rússia.

O único problema é que "Drago" é protegido pela máfia e tem ao seu dispor os mecanismos mais avançados de treino. Este filme, datado de 1985, conta ainda com a participação de Brigitte Nielsen, com quem Sylvester Stallone casou em Dezembro desse ano.

Telecine Gallery / Quinta-feira - 21h00 / "Rocky IV"

RETIRADO DOS RINGUES

John G. Avildsen assinou o primeiro e o último filme da saga de "Rocky". Devido às mazelas sofridas no ringue às mãos de "Ivan Drago", o seu último adversário, o pugilista "Rocky" decide retirar-se e regressa a casa para estar com a mulher, "Adrian" (Talia Shire), e com o filho, "Rocky Jr." (Sage Stallone, filho mais velho do actor).

É então que "Rocky" descobre que o seu contabilista lhe roubou toda a fortuna e perdeu-a no jogo. Falido, o pugilista começa então a treinar "Tommy Gunn" (Tommy Morrison), que promete ser a nova estrela dos ringues. O problema é que existem outros "managers" atrás dele.

Telecine Gallery / Sexta-feira - 21h00 / "Rocky V"
Ver comentários