Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Como combater os efeitos do frio na pele

Com a descida das temperaturas, estes são os conselhos especializados para a perda de hidratação – e todas as restantes desgraças que afetam a pele no inverno.
Por Rosário Mello e Castro 22 de Janeiro de 2021 às 10:43
FOTO: Pexels
O inverno chega sempre na mesma data, mas todos os anos a pele parece reagir como se fosse a primeira vez. Com o frio, torna-se mais seca, ganha vermelhidões onde não as queremos e decide vincar ainda mais as suas rugas –  já para não falar nos lábios, baços e sem brilho, numa espécie de ressaca permanente. "A chegada do inverno e das temperaturas mais baixas, com a consequente redução da humidade, têm uma série de repercussões para a pele," confirma Filipe Silva, skin therapist. "O frio fragiliza a camada córnea da pele [a mais extrema], levando à perda de densidade e consequente perda de células, traduzindo-se em secura e acentuação de linhas."Além disso, continua, "as mudanças bruscas e acentuadas de temperatura de locais interiores demasiado aquecidos para o exterior demasiado frio também contribuem para danificar a pele." A desidratação da epiderme reflete-se, assim, nos mais variados sintomas tais como prurido, vermelhidão, descamação e as já mencionadas rugas. A pele fica frágil e quebradiça, "como se de uma folha de papel se tratasse".

Apontadas as causas, partimos então em busca de soluções. Primeiro as más notícias: já devíamos ter começado a proteger a pele do frio desde o início do outono ou, pelo menos, antes de ter começado a nevar no Alentejo. "Logo após o verão, devemos apostar em produtos regeneradores que minimizem os efeitos do sol", explica Filipe Silva. Apesar disso, e já em pleno inverno, há esperança nas inovações da Beleza e nos conselhos dos experts nesta matéria. "Devem-se evitar produtos que façam baixar o ph da pele, ou seja, que tenham alta concentração de ácidos", adianta Filipe Silva. E assim dar preferência a fórmulas com princípios ativos hidratantes, reconfortantes, "tais como a manteiga de manga, o ácido hialurónico, o colagénio e os antioxidantes."

Naturalmente, a pele seca é a que sofre mais com o frio. "Hidratar é fundamental e sobretudo aplicar uma quantidade de creme diurno que seja suficiente para criar uma proteção duradoura e eficiente contra as agressões do tempo ao longo de todo o dia", reforça Filipe. As descamações, por exemplo na base do nariz e nas maças do rosto, podem significar inflamações ou pruridos, e devem incentivar uma visita ao dermatologista, bem como a adoção de cuidados específicos.  

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Água com gás: saudável ou nem por isso?

Melhora a digestão, pode ajudar a perder peso, e é mais interessante do que a água pura do ponto de vista nutricional, dizem alguns especialistas. Mas nem todos têm a mesma opinião.