Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Quem se pode dar ao luxo de comer de maneira sustentável?

Painel de especialistas lançou, no início do ano, orientações de como manter uma dieta saudável sem prejudicar o planeta. Mas 1,68 mil milhões de pessoas - mais de um quinto da população mundial - não tem dinheiro para a pagar.
Por Diogo Camilo 7 de Dezembro de 2019 às 15:48
FOTO: Getty Images

É possível alimentar uma população de 10 mil milhões de pessoas com uma dieta saudável, sem prejudicar o planeta? A resposta é sim, mas a transformação de hábitos e produção de alimentos terá os seus custos.

O EAT-Lancet, um projeto que reuniu 37 dos mais conceituados cientistas do mundo em temas como a alimentação e a saúde, lançou orientações no início deste ano em como comer de maneira sustentável, reduzindo emissões de dióxido de carbono e o desperdício de comida.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

O verdadeiro peso da performance sexual numa relação

“Os homens focam-se na performance, sentem que têm de ser ótimos enquanto amantes e têm que dar prazer, e elas têm de ser sexy e sensuais” Marta Crawford, sexóloga, desmistifica as questões das “deusas” e “deuses” do amor.