Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Investigadores do Porto vão "melhorar" o diagnóstico precoce do cancro gástrico

Projeto envolve uma equipa de investigadores especializados em genética do cancro, biologia celular e patologia, e análise de imagem.
Por Lusa 11 de Março de 2021 às 11:21
Dores e inchaço da barriga são os primeiros sintomas de cancro
Dores e inchaço da barriga são os primeiros sintomas de cancro FOTO: Getty Images
Investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto (i3S) vão identificar novos biomarcadores e criar ferramentas automatizadas de bioimagem para "melhorar o diagnóstico precoce do cancro gástrico", foi esta quinta-feira anunciado.

Em comunicado, o instituto explica que a equipa, liderada pela investigadora Raquel Secura, está "particularmente interessada numa forma muito agressiva de cancro do estômago", o designado, cancro gástrico do tipo difuso.

"Este tipo de cancro não apresenta sintomatologia de alerta, mas é muito invasivo, difundindo-se pela parede do estômago e pelos órgãos adjacentes e peritoneu, com alta taxa de mortalidade", esclarece o i3S, acrescentando ser "crucial desenvolver metodologias fiáveis" para diagnosticar este tipo de cancro numa fase "muito inicial".

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas