Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Níveis baixos de oxigénio no sangue explicam sintoma de Alzheimer

Estudo pioneiro mostra avanços importantes para a compreensão da doença.
Por Jéssica Santos e Iúri Martins(iurimartins@cmjornal.pt) 31 de Maio de 2021 às 23:42
Alzheimer
Alzheimer FOTO: Getty Images

Os baixos níveis de oxigénio no sangue do cérebro podem explicar a perda de memória como sintoma de Alzheimer, conclui um novo estudo da Universidade de Sussex, no Reino Unido.

O estudo pioneiro, publicado na quinta feira passada na revista científica Nature Communications, mediu pela primeira vez os níveis de oxigénio no sangue no hipocampo e forneceu provas de que a área do "centro de memória do cérebro" é vulnerável a danos e a degeneração, os primeiros sintomas da doença de Alzheimer. 

Num comunicado de imprensa, a responsável pela investigação, Dr. Catherine Hall, declarou que "existe uma bacia hidrográfica no hipocampo. Quando acontece algo que diminui o fluxo sanguíneo cerebral, os níveis de oxigénio nesta área reduzem a níveis que param o funcionamento dos neurónios. Achamos que é por isso que a doença de Alzheimer causa problemas de memória - porque a diminuição precoce do fluxo sanguíneo impede o hipocampo de funcionar corretamente". 

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Água com gás: saudável ou nem por isso?

Melhora a digestão, pode ajudar a perder peso, e é mais interessante do que a água pura do ponto de vista nutricional, dizem alguns especialistas. Mas nem todos têm a mesma opinião.