Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

“Problemas sexuais são a sequela mais comum do cancro”

A psiquiatra do Instituto Português de Oncologia diz que a maior parte dos casos de depressão surgem um ano após o diagnóstico. E que muitos sobreviventes ficam com défices cognitivos.
Por Vanda Marques 30 de Dezembro de 2019 às 10:08

Fazer listas parece simples e prosaico, mas pode ser a salvação para muitos sobreviventes de cancro. É que uma das consequências dos tratamentos, o chamado chemobrain, resulta num défice cognitivo. O que significa? Esquecimentos e dificuldades no multitasking. Mas também há sequelas sexuais. A vida muda para sempre, explica-nos Lúcia Monteiro, psiquiatra e diretora do Departamento de Oncologia Psicossocial do IPO Lisboa, onde foi criada a primeira consulta de OncoSexologia.

Um estudo revelou que é após o primeiro ano do diagnóstico de cancro que surgem muitas depressões. Porquê?
Quando a pessoa recebe a notícia, está focada no tratamento, não há tempo para mais nada. Recebemos a maioria das pessoas na consulta de psico-oncologia já numa fase de sobrevivência. As pessoas tiveram uma atitude de combate no tratamento, estavam focadas em comer bem, em seguir os tratamentos. Tudo isso é pragmático e funcional. De repente, quando terminam, descompensam e muitas vezes têm uma depressão retardada. Porque ao retomarem a sua vida, sentem-se diferentes.

Mudou muita coisa?
Sim. E muitas vezes sentem que não são capazes de reassumir os papéis que tinham. Por vários motivos não o podem fazer. Quer seja por razões funcionais, porque têm uma dor crónica ou um braço inchado, ou simplesmente porque se acham diferentes e não conseguem assumir aquela função. Até porque cognitivamente estão um bocado deficitárias.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Água com gás: saudável ou nem por isso?

Melhora a digestão, pode ajudar a perder peso, e é mais interessante do que a água pura do ponto de vista nutricional, dizem alguns especialistas. Mas nem todos têm a mesma opinião.