Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Associação Protetora dos Diabéticos desenvolve manual para ajudar doentes após diagnóstico positivo de coronavírus

João Raposo, diretor clínico da APDP, explica esta e outras medidas desenvolvidas para continuar a apoiar os associados.
Por Susana Pereira Oliveira 19 de Abril de 2020 às 22:35
Diabetes
João Raposo, diretor clínico da APDP
Diabetes
João Raposo, diretor clínico da APDP
Diabetes
João Raposo, diretor clínico da APDP

A Diabetes é uma doença metabólica crónica, que pode ter várias causas e que se caracteriza pelo aumento dos níveis de açúcar no sangue. Esta doença complexa e complicada que exige uma atenção muito própria pode afetar qualquer pessoa, no entanto a exposição a fatores de risco pode aumentar a probabilidade do seu aparecimento.

A pandemia do novo coronavírus pode ser considerada um desses fatores, na medida que veio desformatar o tipo de seguimento que era feito aos diabéticos por parte da Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP). Para fazer face à situação, os profissionais de saúde desta associação tomaram medidas, entre as quais a criação de uma linha de apoio e de um manual.

Ao Correio da Manhã, João Raposo, diretor clínico da APDP, explicou como foi a adaptação à nova realizada e os processos adotados para o desenvolvimento das medidas.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Mitos e verdades sobre a celulite

Numa era em que o ‘body shaming’ convive com o movimento ‘body positive’, a celulite continua a ser fonte de insegurança. Uma nutricionista explica o que fazer.