Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

A vida depois da morte da mãe, dos filhos, da irmã

Ana diz que tinha duas hipóteses, deixar-se morrer ou virar uma leoa. Escolheu a última: toma conta do neto há seis anos.
Por Ana Taborda 11 de Outubro de 2019 às 15:54
Violência doméstica
Violência doméstica FOTO: Getty Images
"Uma vez quase passei com o carro por cima dele" - Ana, 70 anos, perdeu os dois filhos "A tua avó vai ser a última a morrer." Disse muitas vezes isto ao meu neto. Queria que eu visse a família toda morrer primeiro, para sofrer mais. Também lhe dizia que ia matar a mãe e que ainda tinha de pensar no que faria com ele.



Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Relacionadas
Notícias Recomendadas