Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Constante aflição proveniente da bexiga hiperativa leva a desespero por WC

Incidência da doença aumenta nos homens com o envelhecimento.
Por Cláudia Machado 9 de Janeiro de 2016 às 20:08
Conteúdo exclusivo para Assinantes Assine já Se já é assinante faça LOGIN
Exclusivos
Médico e paciente FOTO: João Miguel Rodrigues / Mariline Alves
O frio ou a ansiedade são alguns dos estímulos que, apesar de aparentarem ser simples de enfrentar para muitas pessoas, têm uma penosa consequência na rotina dos doentes de bexiga hiperativa. Desencadeiam frequentemente a vontade urgente de urinar que caracteriza a doença. Apesar de ser mais frequente entre as mulheres a partir dos 40 anos, com o envelhecimento e alterações da próstata a incidência nos homens cresce. E chega a controlar cada passo do doente, que tenta manter a casa de banho sempre por perto.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Mitos e verdades sobre a celulite

Numa era em que o ‘body shaming’ convive com o movimento ‘body positive’, a celulite continua a ser fonte de insegurança. Uma nutricionista explica o que fazer.