Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Portugal regista 1300 casos de cancro do pâncreas por ano

Fumadores com idade acima dos 50 anos correm mais riscos de ter a doença.
Por Francisca Genésio 11 de Novembro de 2017 às 09:20
Cancro do pâncreas afeta sobretudo pessoas a partir dos 70 anos
Cancro do pâncreas
Cancro do pâncreas afeta sobretudo pessoas a partir dos 70 anos
Cancro do pâncreas
Cancro do pâncreas afeta sobretudo pessoas a partir dos 70 anos
Cancro do pâncreas
Todos os anos, em Portugal, existem cerca de 1300 pessoas diagnosticadas com cancro do pâncreas. A maioria está em estádio IV (fase avançada da doença) no momento do diagnóstico. Os dados pertencem a um organismo internacional de pesquisa sobre o cancro: o Globocan 2012.

O cancro do pâncreas é, a nível mundial, a oitava causa de morte nos homens e a nona nas mulheres, registando a taxa mais baixa de sobrevivência de todos os cancros: "aos cinco anos de doença, apenas 5% dos doentes sobrevivem", explicou Hélder Mansinho, oncologista e diretor do serviço de Hemato-Oncologia do Hospital Garcia de Orta (Almada). Os sinais podem ser dispersos: depressão, icterícia, náuseas, dor abdominal, perda de peso inexplicável, aparecimento de diabetes, dor na coluna dorsal, alteração nos hábitos intestinais e trombose venosa.

"Por os sintomas serem muito gerais, há grupos de risco que devem estar atentos a esse sinais, como as pessoas com mais de 50 anos, fumadores, alcoólicos, obesos, pacientes com pancreatite crónica e historial familiar com cancro", alerta o médico. O único tratamento eficaz é a cirurgia, mas a quimioterapia e a radioterapia também são utilizadas.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas