Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Asma grave: a doença difícil de tratar que afeta 70 mil portugueses

Quadro clínico da doença tem um grande impacto na qualidade de vida dos doentes e requer tratamento com doses elevadas de corticoides inalados.
Por Susana Pereira Oliveira 29 de Janeiro de 2020 às 17:25
Inês Belchior, pneumologista
Inês Belchior, pneumologista FOTO: Direitos Reservados

Sabia que a asma é responsável por 180 mil mortes anuais em todo o mundo? A nível mundial, a asma afeta aproximadamente 242 milhões de pessoas. Destes, 700 mil são portugueses, o que corresponde a 6,8% da população.

Do número total de pessoas com asma, 10% sofre de asma grave, um quadro clínico da doença que tem um grande impacto no dia a dia e na qualidade de vida dos doentes, requer tratamento com doses elevadas de corticoides inalados e um controlador adicional para prevenir o descontrolo da doença.

A asma grave é um subtipo da doença que é muito mais difícil de tratar e tem muito mais impacto na vida pessoal, familiar e social, bem como económica, atendendo à quantidade de consultas, tratamentos e exames necessários.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Água com gás: saudável ou nem por isso?

Melhora a digestão, pode ajudar a perder peso, e é mais interessante do que a água pura do ponto de vista nutricional, dizem alguns especialistas. Mas nem todos têm a mesma opinião.