Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Consulta antes das férias evita doenças como hepatite A e febre amarela

Médicos recomendam a marcação da consulta com antecedência de quatro a seis semanas por causa das vacinas.
Por Francisca Genésio 8 de Julho de 2018 às 11:54
Vacinação
Vacinas
Vacinação
Vacinas
Vacinação
Vacinas
As férias são, para muitos portugueses, a altura do ano mais esperada. No entanto, se o descanso for no estrangeiro, aquilo que pode ser uma pausa de sonho, num sítio paradisíaco, rapidamente se pode transformar num pesadelo. Basta contrair hepatite A ou até febre amarela, uma doença muito comum em destinos procurados por turistas como o Brasil, Caraíbas ou África.
Zonas com doenças endémicas

A consulta do viajante, disponível em vários centros de saúde e hospitais em todo o País, serve exatamente para "aconselhar e preparar a pessoa de forma a que esta esteja capaz de adotar comportamentos que evitem a ocorrência de doenças e promovam a sua saúde", esclarece a especialista em saúde pública, Gabriela Saldanha.

Nestas consultas, o médico faz uma avaliação personalizada. "Perguntamos o País e a região para onde vai viajar, o tempo de estadia, o motivo da viagem, que é um pormenor muito importante, uma vez que ir de mochila às costas ou ir para um hotel de luxo não é a mesma coisa. Também a idade e o histórico clínico do viajante são muito importantes", explica Gabriela Saldanha.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Mitos e verdades sobre a celulite

Numa era em que o ‘body shaming’ convive com o movimento ‘body positive’, a celulite continua a ser fonte de insegurança. Uma nutricionista explica o que fazer.