Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Tratamento pode resolver problemas de incontinência

Dispositivo é colocado sob a pele, na região acima das nádegas, e tem como objetivo principal controlar a bexiga e os intestinos.
Por Francisca Genésio 17 de Março de 2018 às 09:37
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Cirurgia demora menos de uma hora e é feita com anestesia local. Na maior parte dos casos não implica internamento
Os constrangimentos, no dia a dia, para quem sofre de incontinência urinária ou fecal poderão agora ter um fim à vista. A neuromodulação sagrada é um tratamento cirúrgico minimamente invasivo e que tem demonstrado "bons resultados, oferecendo aos doentes uma nova esperança ", disse o médico cirurgião no Hospital da Luz José Assunção Gonçalves. O objetivo principal é controlar a bexiga e os intestinos.

O tratamento consiste na implantação de um dispositivo, "parecido com um pacemaker", sob a pele, acima da zona das nádegas, que funciona "como uma bateria e estimula os nervos por meio de impulsos elétricos suaves transmitidos através do fio implantado".

A neuromodulação sagrada decorre assim em duas fases: a fase de avaliação e a fase de implantação. A primeira permite ao médico determinar se a neuromodulação sagrada será benéfica ou não para o doente. No entanto, ainda antes desta fase, é necessário registar as idas diárias à casa de banho para servir de termo de comparação numa fase posterior.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Mitos e verdades sobre a celulite

Numa era em que o ‘body shaming’ convive com o movimento ‘body positive’, a celulite continua a ser fonte de insegurança. Uma nutricionista explica o que fazer.