Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Sintomas de Leucemia Mieloide Aguda podem confundir-se com os de coronavírus

Albertina Nunes, hematologista do IPO de Lisboa, explica quais os sintomas e tratamentos.
Por Susana Pereira Oliveira 23 de Abril de 2020 às 10:40
Doente com leucemia
Doente com leucemia FOTO: Getty Images

O Dia Mundial de Sensibilização para a Leucemia Mieloide Aguda (LMA), um cancro raro e agressivo do sangue e da medula óssea que interfere no desenvolvimento de células sanguíneas saudáveis, assinalou-se esta terça-feira, dia 21. Num período em que se vive uma pandemia a nível mundial, a Associação Portuguesa Contra a Leucemia alerta para a importância de, mesmo durante estes tempos, diagnosticar e tratar o mais cedo possível esta patologia, de forma a que os doentes tenham maior probabilidade de sobreviver.

Considerada a mais comum das leucemias agudas, sendo responsável por cerca de 25% dos casos, a LMA apresenta sintomas poucos específicos, no entanto alguns deles podem ser confundidos com os da Covid-19. "Os sintomas que levam ao diagnóstico da leucemia são frequentemente relacionados com uma infeção ou com anemia pelo que não são específicos da neoplasia e se confundem com outras patologias", explicou ao CM Albertina Nunes. Quando a avaliação médica é feita de forma urgente, é possível a exclusão do diagnóstico de Covid-19 e o início da investigação que levará ao diagnóstico da leucemia.

Ao CM, a hematologista do IPO de Lisboa explica de que se trata este cancro que é mais frequente nos adultos, quais os sintomas e tratamentos, e deixou ainda conselhos aos doentes oncológicos que possam testar positivo para o novo coronavírus.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas