Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Tristeza, angústia e tremores. Conheça os sintomas da doença de Parkinson

Cuidados aos doentes devem ter em conta o peso psicológico desta condição, numa abordagem multidisciplinar.
Por Cláudia Machado 15 de Abril de 2017 às 09:23
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
Sintomas como tremor numa das mãos ou arrastar de uma das pernas devem ser despistados
O tremor, primeiro focado num só lado do corpo e depois disseminado pelos membros de igual forma. Ouvindo-se falar da doença de Parkinson, é assim que a maioria dos portugueses a imagina. Mas há mais além da perda de controlo do corpo, e esta doença do cérebro interfere até com a forma como a pessoa se sente.

"Os doentes tendem a ficar deprimidos e tristes e, provavelmente, nem é pelo facto de terem a doença. A própria doença dá sintomas de tristeza e de angústia, é quase como se fizesse parte desta condição", explica Joaquim Ferreira, médico neurologista do Campus Neurológico Sénior, em Torres Vedras. Perante esta realidade, fica também a "autocrítica". "Tendemos a desvalorizar e a não tratar estes sintomas, que são importantíssimos", alerta o especialista.

Estes e todos os outros sintomas têm origem no cérebro, mas conhecer a fonte não trouxe ainda a resposta desejada. "A doença de Parkinson é uma doença cerebral. Sabemos que há zonas do cérebro que de alguma forma passam a produzir menos quantidade de uma substância química chamada dopamina e, à medida que se vai perdendo a substância, começam a surgir os sintomas", afirma Joaquim Ferreira, acrescentando: "Sabemos o que causa os sintomas, mas ainda não temos a cura".
Parkinson dá sintomas de tristeza e angústia
Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Mitos e verdades sobre a celulite

Numa era em que o ‘body shaming’ convive com o movimento ‘body positive’, a celulite continua a ser fonte de insegurança. Uma nutricionista explica o que fazer.